Opinião: Corinthians vence, mas não convence (ainda)

Foto: Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians- Reprodução/Instagram

O Corinthians venceu o Sport na manhã deste domingo (29) na Ilha do Retiro, em Pernambuco por 2×0, mas não convenceu de que esta é a equipe que o corinthiano espera ver durante todo o ano.

LEIA MAIS: SPORT 0 X 2 CORINTHIANS: VEJA OS BELOS GOLS DE LUCCA E MARQUINHOS GABRIEL

A dificuldade em jogar na casa dos rubro-negros é sempre grande e é certo que Tite ainda não encontrou sua equipe ideal, mas apesar dos dois gols marcados, há muitas falhas que não devem acontecer em um time como o Corinthians. Passes de meio metro acabam quase sempre no pé do adversário.

Com um primeiro tempo apagado, a única oportunidade real de gol foi desperdiçada por Marquinhos Gabriel, que viria a cometer o mesmo erro no segundo tempo. Porém, em um lance mais difícil do que os desperdiçados, ele finalizou com precisão e mandou a bola pro fundo da rede de Magrão.

Autor do primeiro gol alvinegro, Lucca foi mais uma vez oportunista. Logo após substituir Luciano – apagado na partida, não por culpa própria – teve a chance de cabecear após um belo cruzamento de Giovanni Augusto e aliviar a tensão da Fiel.

Lá atrás Walter não causa a maior preocupação, porém o zagueiro Vilson não está a altura de substituir Yago, Balbuena e menos ainda o Felipe que tem sua saída praticamente certa. O setor defensivo deve ter um olhar mais carinhoso por parte da comissão técnica e diretoria.

Claro que como o clichê prega que o que importa são os três pontos, principalmente fora de casa com todas as polêmicas que envolvem as partidas às 11 horas da manhã sobretudo no Nordeste, mas ainda me preocupo com o futuro do Corinthians. Vejo luz no fim do túnel apesar de temer quanto tempo vai custar o entrosamento da equipe. Confio em uma melhora ainda maior de Guilherme, Giovanni Augusto e Marquinhos Gabriel, mas acima de tudo como todo bom corinthiano confio no trabalho de Tite, que terá mais uma oportunidade de remontar uma equipe vitoriosa e mostrar porque continua sendo o melhor técnico do Brasil.