Giovinco merecia a convocação para a Eurocopa? Boleiros opinam

Foto: Divulgação/Toronto FC

Sebastian Giovinco é italiano, joga no meio de campo e atualmente vive o auge de sua carreira. Giovinco atualmente veste a camisa do time canadense Toronto FC, o italiano foi artilheiro da MLS 2015 com 22 gols e está na liderança da artilharia na MLS 2016 com 8 gols, no total foram 30 gols marcados em partidas válidas pela Major League Soccer. Com isso, Giovinco foi omitido da pré-lista de convocados para Eurocopa pela Itália.

LEIA MAIS:
MERCADO DA BOLA: VEJA A “SELEÇÃO MUNDIAL” DE ATLETAS QUE FICAM SEM CONTRATO EM JUNHO DE 2016
DE 1 A 11: O MELHOR REAL MADRID QUE VI JOGAR

Com passagens pelo Juventus (Itália), Empoli (Itália), Parma (Itália) e atualmente Toronto FC (Canadá), Giovinco não entrou na pré-lista de convocados para a Eurocopa para defender a Itália. O meio-campista já vestiu a camisa da Itália na seleção italiana sub-21, na seleção Olímpica de 2008, na seleção principal em 2011 e alguns amistosos em 2015 pela seleção principal, por qual não poderá representar novamente em 2016. Giovinco está passando por um excelente momento em sua carreira, mas após saber que não estava na pré-lista para a Eurocopa, preferiu não conversar com a imprensa. Porém, seus companheiros do Toronto FC optaram em conversar.

O primeiro a ter contato com a imprensa foi o treinador Greg Vanney, o mesmo se vê triste com a situação mas se vê aliviado pela presença de Giovinco no time. “Estou triste por ele não receber a oportunidade de ir, porque eu sabia que ele realmente queria ser convocado. Ao mesmo tempo, com o Giovinco aqui iremos nos beneficiar com isso” e acrescenta “Nós temos um punhado de jogos importantes chegando e a presença dele nos ajuda. Ele é uma peça importante na nossa equipe, é provavelmente o eufemismo do dia. Porém, ele é uma peça-chave”, disse Vanney.

Outro que conversou com a imprensa foi o zagueiro Drew Moor. O defensor do Toronto FC obteve praticamente a mesma opinião do Vanney, mas em sua opinião  Giovinco merecia a convocação. “É uma mistura de emoções, porque a gente se sente mal pelo Sebastian. É um grande torneio e eu, pessoalmente, acredito 100% que ele merecia estar lá. Estamos felizes com a presença dele aqui. Ele é uma parte muito importante do elenco”, comentou Moor.

A Federação Italiana de futebol, também optou em não convocar o meio-campista Andrea Pirlo, atualmente atuando no New York City FC, com a justificativa que ambos os jogadores não teriam um bom rendimento na seleção, pois os jogos disputados na Major League Soccer prejudicam suas chances de ingressar na seleção italiana mesmo obtendo um nível internacional. O meio-campista do Toronto FC, Will Johnson, opinou sobre essa decisão.

“É interessante, o Giovinco obviamente participou de alguns jogos no ano passado para a seleção da Itália e jogou bem. Basta fazer uma análise do que aconteceu neste verão e chegará a uma conclusão, se foi a decisão correta. Obviamente, nós sentimos muito pelo Sebastian, pois queríamos que ele fosse porém, eu não acho que jogar na MLS de forma alguma tira o jogador de uma seleção” e acrescentou  Eu não acho que nós precisamos o treinador da equipe nacional italiana para nos dar qualquer crédito”, acrescentou Moor. “Eu não sinto que essa crítica seja tão importante para nós. Eu estou na MLS há 12 anos, eu sinto que é um bom campeonato e eu vejo o futebol de todo o mundo. Nós não precisamos de um treinador, como o da Itália, para nos dizer se o nosso campeonato é grande ou não”, criticou  Johnson.

Vale lembrar que a Itália participa do grupo D na Eurocopa, formado por: Bélgica, Suécia, Itália e Irlanda. A seleção italiana fará sua estreia no dia 13 de Junho contra a seleção da Bélgica e a partida será realizada no estado de Lyon na França, que será o país sede da Eurocopa. A copa disputada desde o dia 10 de Junho até o dia 11 de julho.