Técnico da Itália critica MLS para explicar ausências de Pirlo e Giovinco na Euro

Negociações
Foto: Divulgação/Facebook New York City

Na pré-lista da seleção italiana para a disputa da Eurocopa, que começa no dia 10 de junho,, as principais surpresas foram as ausências do meio-campista Andrea Pirlo e do atacante Sebastian Giovinco, que atuam pelo New York City e Toronto FC, respectivamente, na Major League Soccer (MLS), principal liga de futebol de Estados Unidos e Canadá. E para Antonio Conti, técnico da Itália, a justificativa de os dois não estarem presentes é exatamente por não jogarem em ligas mais fortes no cenário mundial.

LEIA MAIS:

VÍDEO: TORCIDA NA MAJOR LEAGUE SOCCER FAZ MOSAICO BEM HUMORADO INSPIRADO NO FILME “MARTE ATACA!”

ITÁLIA NÃO TERÁ PIRLO E GIOVINCO NA EUROCOPA; CONFIRA OS PRÉ-CONVOCADOS

GANHA POUCO? KAKÁ LIDERA A LISTA DE SALÁRIOS DA MAJOR LEAGUE SOCCER; CONFIRA

Mesmo aos 37 anos, Pirlo vinha sendo convocado constantemente pela seleção enquanto atuava pela Juventus e esteve presente nas últimas quar=tro edições da Euro. O experiente jogador já tem 116 partidas com a camisa italiana.

Por sua vez, Giovinco, de 29 anos, e também ex-jogador da Juve, foi eleito o melhor jogador da última temporada da MLS e neste ano já tem cinco gols e três assistências.

Observamos Pirlo e Giovinco. É normal que se um jogador decide jogar na MLS, logo terá de pagar as consequências em termos futebolísticos“, explicou Conti em entrevista coletiva.

“Nós os avaliamos tecnicamente, não deixamos nada ao acaso”, prosseguiu o treinador. “Quem pensa o contrário está equivocado. Fomos até onde eles estão para ter ideias claras e precisas. Escolhi os 30 jogadores que creio que me darão as melhores opções”, finalizou.

A Itália vai estrear na Euro-16 no dia 13 de junho, contra a Bélgica, em Lyon. Porém, antes, como preparação, a equipe fará dois amistosos, contra Escócia e Finlândia, nos dias 29 de maio e 6 de junho.

A competição continental será disputada de 10 de junho a 10 de julho.