José Trajano detona produção da ESPN por ceder espaço a humorista em programa

Foto: Reprodução/ESPN

A participação do apresentador do SBT, Danilo Gentili, no programa “Bate-Bola Debate”, da ESPN, na última terça-feira, deu o que falar. Durante o “Linha de Passe”, no fim da noite da última sexta-feira, o comentarista José Trajano condenou a produção do canal por ter convidado um humorista, que segundo ele se posta como um ‘sujeito que faz apologia do estupro em nome do humor’.

LEIA MAIS:
Narrador do Esporte Interativo ‘esconde’ nome de duplo sentido de atacante 
Esporte Interativo pode tirar Copa do Brasil do Sportv por R$ 210 milhões 

“Quero representar o grupo da ESPN que me tornou o porta-voz deste protesto que vou fazer aqui, porque o canal abrigou esta semana um personagem engraçadinho (Danilo Gentili), que se posta como um sujeito que faz a apologia do estupro em nome do humor, dizendo que no humor cabe tudo. Esse grupo ficou irritado e enojado com a presença dele”.

E o outro engraçadinho já participou de transmissões da NBA (no caso o humorista Rafinha Bastos). Estou representando este grupo que foi convidado talvez por um descuido da produção alienada e não comprometida com o que acontece no país, justificando a pecha de que muitas vezes o jornalista esportivo tem de ser um sujeito alienado e por fora do que acontece com o país. Estou falando isso aqui para que a gente não saia da rua amanhã e seja confundido com o pensamento dessa gente, que eu e esse grupo abominamos”, continuou José Trajano, sem mencionar os nomes dos humoristas.

Trajano comentou o caso que chocou o país no início da semana quando uma jovem de 16 anos foi estuprada por 33 homens em uma comunidade da Zona Oeste do Rio de Janeiro.

“Estou me incorporando a campanha pelo fim da cultura do estupro. Somos todos contra 30 e evidentemente contra a violência sofrida pelas mulheres no Brasil. O que aconteceu no Rio de Janeiro foi uma coisa cruel e absurda”, disse logo na abertura do programa.

Assista ao protesto do comentarista da ESPN:



Rafael Alaby é jornalista diplomado pela FIAM (Faculdades Integradas Alcântara Machado), com passagens pela Chefia de Reportagem de Esportes, da TV Bandeirantes, em São Paulo e site KiGOL. Pós-graduado em Jornalismo Esportivo e Negócios do Esporte (FMU)