José Loreto conta sobre interpretar José Aldo: “muito soco e chute na cara”

José Loreto José Aldo
Crédito da foto: Divulgação

José Loreto esteve no programa “Altas Horas”, da TV Globo, que foi ao ar no sábado (28), contando sobre como foi interpretar o campeão de MMA, José Aldo. O ator global chegou a quebrar o pé nas gravações

Leia mais:
NO TWITTER, JOSÉ ALDO POSTA FOTO PROVOCANDO MCGREGOR
JOSÉ ALDO É ELEITO UM DOS JOVENS ESPORTISTAS MAIS INFLUENTES DO MUNDO

Loreto entrou de cabeça, ou melhor ‘de pé’ no personagem: “Quebrar o pé não foi nada, o negócio é que eu também fiquei com o olho roxo, tomei muito soco, muito chute na cara, mas valeu cada dorzinha que vou levar para o resto da vida”, disse.

José Loreto fará José Aldo no filme: “Mais forte que o mundo”, do diretor Afonso Poyart. 

“A história é espetacular. Assim que eu li, me apaixonei”, confessou Loreto. O ator ainda rasgou elogios ao lutador que fez uma participação no programa por meio da internet:

“Você é meu ídolo como atleta de arte marcial e como homem. Para mim, a sua história só está começando, você ainda tem muita luz, muito brilho para mostrar e orgulhar a galera. Obrigado por existir, por ter essa história linda e por me deixar fazer parte dela”, disse Loreto.

Aldo retribuiu os elogios: “Eu que te agradeço pelo trabalho que você tem feito. Eu ainda não vi o filme, mas tenho certeza que você fez um ótimo trabalho.”

O filme tem estréia marcada para o dia 23 de junho.

Confira a sinopse:

José Aldo (José Loreto), forte rapaz de família pobre, marcada pela violência doméstica, deixa o Amazonas e parte para o Rio de Janeiro em busca de uma chance como atleta. Para vencer os oponentes no octógono, porém, ele terá antes que acertar suas contas com o passado e superar velhos traumas. Cinebiografia do lutador amazonense que se tornou o primeiro campeão peso-pena do UFC.

 

Crédito da foto: Divulgação



Formada em jornalismo pelo Mackenzie, demorei anos para perceber que dá, sim, para ir atrás dos sonhos e trabalhar com o que se gosta: o esporte. Hoje me divido entre o esporte e a política. Nunca vou me conformar com os que dizem: "É só futebol.."