Vida real x FIFA 16: veja as semelhanças entre jogadores do Portsmouth FC e estádios no game

Reprodução/Fifa 16

Esse post é especial para quem gosta de videogames, em especial do FIFA 16, o mais popular jogo de futebol virtual da atualidade. Sou até um pouco suspeito para falar deste game, pois sempre fui fã e só jogava a franquia Pro Evolution Soccer, o popular PES da Konami, desde os tempos de Playstation 1. Mas o péssimo PES 2014 me fez até parar de jogar videogame por cerca de dois anos, considerando que eu só jogava esse jogo no meu velho PS3. O tempo passou e ano passado acabei comprando o PS4, e logo de cara tive que tomar a difícil decisão entre escolher o PES 2016, com Neymar na capa, ou FIFA 2016, do melhor do mundo Lionel Messi.

Confesso que demorei uns longos 10 minutos para decidir isso (um desses jogos eram inclusos no pacote da compra do console), mas depois de matutar na loja HMV, na Grafton Street, em Dublin (Irlanda), decidi enfim dar uma chance ao FIFA. Sempre tinha restrições ao game, pois o considerava lento e “real demais”, o que impedia algumas funcionalidades que tinha no Evolution.

O que me fez decidir pela troca foi um misto de impulso pelo novo e o fato de FIFA 16 conter todos os clubes das quatro divisões da Inglaterra licenciados, inclusive com vários estádios originais dos times. Havia jogado alguma vezes o jogo antes na casa de um amigo e ainda não havia me convencido de que este era o melhor jogo de futebol virtual de todos os tempos, como muitos dizem.

Após duas semanas jogando e esquecendo de vez o PES, acabei concordando com os meus amigos, e me rendendo, após anos de relutância. Os gráficos estão sensacionais e o visual é semelhante demais com a realidade. Muitas vezes quando estou assistindo as partidas de dentro dos estádios até sinto que estou olhando ou jogando o game! Os trejeitos dos atletas estão muito parecidos, o jeito de correrem, tocarem a bola, chutarem ou marcarem outros jogadores está anos luz na frente de qualquer game do tipo.

Vou deixar de encher a sardinha do FIFA 16 e falar do que realmente interessa nesse post, que é a semelhança entre o Portsmouth FC (jogadores e técnicos) e a realidade física. Mesmo disputando a League Two inglesa, equivalente a quarta divisão local, o tradicional clube do sul acabou ganhando o estádio Fratton Park licenciado no game em homenagem ao Simon Humber, um dos principais diretores criativos da franquia, morto ano passado vítima de câncer.

Torcedor fanático do Pompey, Humber recebeu também homenagem por parte do clube em maio, com direito a flores atrás de um dos gols durante uma partida da equipe, reproduzida no game.

Reprodução/FIFA 16

Desde a derrota para o Plymouth dia 16 deste mês dentro de casa acompanho o Portsmouth FC direto da Inglaterra, aonde ficarei até o fim desta temporada, rezando para o desfecho positivo dia 30 de maio em Wembley, com o acesso para a League One.

Nas duas partidas que assisti como jornalista até agora no mítico Fratton Park constatei a incrível semelhança entre o real e virtual. Separei algumas fotos e um vídeo abaixo sobre isso! Tirem suas próprias conclusões!

– Foto Estádio, real-virtual


Fotos Jogadores, real-virtual

Zagueiro e capitão Michael Doyle

Goleiro Paul Jones


Lateral-direito Ben Davies


Meia Gary Roberts