Djokovic quebra novo recorde e é campeão em Madri

Crédito da Foto: Reprodução/Facebook Mutua Madrid Open

Derrotar o sérvio Novak Djokovic tem sido uma tarefa cada vez mais difícil para seus adversários. Quando se espera que, desta vez, a partida será relativamente igual, ele a torna fácil. Na decisão deste domingo, pelo Masters 1000 de Madri, contra o britânico Andy Murray, mais um título na carreira do número 1 do mundo. Em 2h06, venceu por 2 sets 1, parciais de 6/2, 3/6 e 6/3. De quebra, ainda bateu um novo recorde.

LEIA MAIS:

REVELAÇÃO BRASILEIRA NO TÊNIS, THIAGO MONTEIRO VENCE TORNEIO NA FRANÇA

Com 29 conquistas em torneios de Masters Series, ele ultrapassa o espanhol Rafael Nadal, antes com 28.

Diferente das outras apresentações, Murray iniciou errando muitas bolas, o que não se deve fazer quando se tem Djoko do outro lado da rede. Com 20 minutos, já perdia por 4/1. Se o britânico falhava, o sérvio acertava quase todas, cedeu apenas três pontos em seu serviço no 1º set. Com uma boa devolução no fundo, fechou a primeira parcial em 6/2.

Murray voltou melhor, mesmo com um equilíbrio grande, já não cometia os mesmos pecados de outrora. Seu serviço estava seguro e não abria brecha para uma quebra de seu oponente. Aproveitou uma dupla falta de Djoko e na sequência conseguiu manter o saque, abrindo 4/1 no marcador. Bastava manter o ritmo para empatar o jogo. E foi assim. Depois de um bonito drop shot, seu rival apenas olhou e fechou o 2º set em 6/3.

No último e decisivo, Djokovic conseguiu logo de cara uma quebra diante do Andy, que logo respondeu na mesma moeda. Neste momento entrou em jogo a frieza de um campeão. O sérvio cresceu, quebrou o adversário e chegou ao 5/2. A pressão mudou de lado. Murray bem que tentou. Salvou um break point e um match point, mas não foi o bastante. Até que sua bola parou na rede e o título nas mãos de Djoko.