De 1 a 11, o melhor Internacional que vi jogar

Inter
Crédito da foto: Reprodução/ Site Oficial do Internacional

Este é de 1 a 11 o melhor Internacional que vi jogar. Tenho 41 anos e já vi vários jogadores e estes certamente estão na lista de muita gente. Então, vamos a ela.

1-Taffarel

O goleiro é cria das divisões de base do Colorado e ficou no elenco até 1990, quando foi negociado com o Parma (ITA). Também defendeu o Reggina (ITA), Atlético-MG e Galatassaray, onde é treinador de goleiros. Não ganhou nenhum título no Inter, mas esteve presente em um dos grandes momentos da história vermelha; o fim do jejum de vitórias em Grenais, quando o Inter bateu o Grêmio por 2 a 1 no “Grenal do Século”, no ano de 1989.

2- Ceará

O jogador começou sua carreira no Gama-DF e passou por Santos, Santa Cruz-PE, Coritiba-PR, PSG-FRA entre outros clubes, mas onde se destacou de forma inquestionável foi no Internacional, quando participou do elenco campeão da América e do Mundo no ano de 2006, quando inclusive, parou Ronaldinho Gaúcho, que jogava no Barcelona e no auge de sua fama.

3-Índio

Ele foi revelado para o futebol no Novorizontino, passou por Bragantino, Santo André, Figueirense-SC, Botafogo de Ribeirão Preto, América-MG, Juventude e Palmeiras, mas onde ele marcou de vez sua história foi no Colorado. Ao todo foram 391 jogos em que ele se destacou não apenas por ser um “Homem Grenal”, mas por seu futebol de combatividade, raça e vontade, a ponto de disputar uma bola na final do Mundial de Clubes contra o Barcelona-ESP, bater cabeça com um companheiro, fraturar o nariz e ainda seguir em campo para ajudar o Internacional a conseguir seu maior tíutlo.

4-Gamarra

O paraguaio jogou por Cerro Porteño-PAR, Inependiente-ARG, Flamengo, Corinthians, Palmeiras e Internazionale-ITA, mas uma das camisas que mais marcou sua carreira foi a do Internacional, por defender o clube numa fase em que seu rival mandava no futebol gaúcho. Até por isso, Carlos Gamarra só teve um título no Colorado, o gaúcho de 1997, mas até hoje é lembrado por sua garra e futebol refinado.

6-Jorge Wagner

O baiano colaborou muito na conquista da Libertadores de 2006 e era bom tanto no apoio ao ataque quanto na defesa. Outra arma dele eram suas cobranças de falta que eram lançamentos certeiros na cabeça dos atacantes.

5-Guiñazu

O argentino era um dos símbolos da raça no Internacional. Sua passagem pelo Internacional foi de 2008 a 2012 e sempre se destacou pelo interminável (e invejável) fôlego e por dividir todas as bolas. Sua maior conquista foi a Libertadores de 2010.

7-Tinga

O volante (embora tenha começado sua carreira no rival, Grêmio) nunca escondeu que era Colorado de coração e sempre exibiu boa marcação e bom apoio nos jogos que atuou no clube. Ele conquistou duas Libertadores (2006 e 2010) e atualmente está aposentado do futebol.

8-D’Alessandro

O argentino chegou ao clube em 2008 e além e se tornar um “Homem Grenal”, por conseguir muitas vitórias sobre o rival, ele com seu talento e garra ajudou a conquistar uma Libertadores (2010) e uma Sul-Americana, em 2008, além e vários estaduais.

9-Fernandão

O meia e atacante chegou ao clube em 2004 e logo de cara, já mostrou que faria história, ao anotar o gol numero 1000 em Grenais. Liderou a campanha vice-campeã do Brasilerão de 2005 e foi o comandante em campo nas conquistas da Libertadores e do Mundial de 2006. Ele também foi diretor e técnico do Inter. Faleceu em um acidente aéreo pouco antes da Copa do Mundo de 2014.

10-Gérson

O centroavante foi um dos destaques da campanha vitoriosa da Copa do Brasil de 1992, com seus gols e boa colocação dentro da área. Morreu em 1994.

11-Rafael Sóbis

O atacante, atualmente no Tigres do México, foi revelado nas categorias de base do Inter, apareceu com destaque no Brasileirão de 2005 e conquistou duas Libertadores no Colorado, 2006 e 2010.