Danilo Gentili responde Trajano: ”conseguiram a ira e o repúdio contra mim”

Danilo Gentili
Crédito da foto: Reprodução/Facebook

 

Danilo Gentili foi o convidado do  ”Bate-Bola Debate” na terça(24). O convidado não agradou o ex-diretor de jornalismo da ESPN, José Trajano que acusou Gentili de fazer apologia ao estupro

Leia mais:

DANILO GENTILI FAZ BRINCADEIRA COM BANDEIRA DO PALMEIRAS E É DETONADO POR TORCEDORES; VEJA

JOSÉ TRAJANO DETONA PRODUÇÃO DA ESPN POR CEDER ESPAÇO A HUMORISTA EM PROGRAMA

O humorista, usou sua rede social no facebook para se defender da acusação: “Ontem, retiraram de contexto um post meu de 2012, em que eu ironizava mais uma das estúpidas polêmicas do Big Brother, e o publicaram como se fosse um comentário a favor do estupro da menina do Rio de Janeiro, ocorrido nesta semana, em 2016, portanto. Conseguiram o que queriam: a ira e o repúdio de muita gente contra mim…É assim que funciona a máquina de moer reputações. E você, que está lendo isto agora, paga por ela… O militante petista Trajano, usando seu distintivo de jornalista, ontem me acusou na televisão de um crime que jamais cometi (e com certeza jamais cometeria). Ao contrário do que esse povo diz, eu não acho que todo homem é um estuprador em potencial, pois eu sou homem e abomino o estupro”, escreveu, neste sábado (28), o apresentador do talk show do SBT “The Noite”, em longa postagem em seu Facebook intitulada “A máquina de moer reputações a todo vapor.

O texto na íntegra é muito maior e o apresentador/humorista faz associações dizendo que Trajano só o fez por ser do PT, já que Gentili critica veementemente o partido.

No programa,  “Linha de Passe”, Trajano fez um protesto contra a presença de Gentili na ESPN e disse estar falando em nome de um grupo que também era contra

“Quero representar aqui um grupo da ESPN que me tornou porta-voz desse protesto que vou fazer aqui, porque o canal abrigou nesta semana um personagem engraçadinho que se posta como se fosse um sujeito que faz apologia do estupro, em nome do humor, dizendo que no humor cabe tudo. Esse grupo ficou irritado, ficou enojado com a presença dele. E o outro engraçadinho também já participou de transmissões aqui da NBA. Eu tô representando esse grupo”, desabafou Trajano, também se referindo a Rafinha Bastos, que já participou como convidado.

Trajano falou sobre o terrível caso de estupro coletivo que aconteceu no Rio Janeiro e continuou:  “Foi convidado talvez por um descuido da produção, uma produção alienada e não comprometida com o que acontece no país, justificando a pecha muitas vezes que jornalista esportivo tem de ser um sujeito alienado, e por fora o que acontece no país. Acontece. Eu tô falando isso tudo aqui pra que a gente não saia na rua amanhã e seja confundido com o pensamento dessa gente, que eu e esse grupo abominamos”, finalizou.

Veja a publicação de Danilo Gentili na íntegra

 

Crédito da foto: Reprodução/Facebook

 



Formada em jornalismo pelo Mackenzie, demorei anos para perceber que dá, sim, para ir atrás dos sonhos e trabalhar com o que se gosta: o esporte. Hoje me divido entre o esporte e a política. Nunca vou me conformar com os que dizem: "É só futebol.."