Conheça o novo estatuto do Palmeiras que será votado ainda em 2016

Palmeiras
Reprodução / Site SEP

Documento prevê mudanças significativas no tempo de mandato presidencial, uniformes, vestimenta dentro do clube social, mais diretores remunerados e menos conselheiros. Veja todos os detalhes do novo estatuto do Palmeiras!

LEIA MAIS
Mercado da bola: meia e zagueiro na mira! veja as novidades nas negociações do Palmeiras
Mercado da bola: Cuca quer mais dois jogadores para fechar elenco do Palmeiras

O Estatuto atual do Palmeiras foi escrito em 1996, tendo sofrido emendas e ajustes em 2004 e 2008. No entanto, um texto completamente novo foi escrito em 2013 por uma comissão de 23 consleheiros e será votado ainda em 2016 pelo Conselho Deliberativo como um todo e pelos sócios do clube.

Ainda não existe data para o pleito, mas segundo o Lance! será realizado ainda no segundo semestre deste ano. Vale ressaltar que os textos que gerarem divergência entre os conselheiros serão votados em separado pelos sócios do clube.

Ainda de acordo com informações do jornal Lance!, o Torcedores.com coloca abaixo as principais mudanças do Estatuto palmeirense que, se aprovado, poderá entrar em vigor já nas próximas eleições do clube, em novembro. Confira!

TEMPO DE MANDATO DO PRESIDENTE

Se atualmente o mandato prevê dois anos e uma reeleição, o novo texto aponta três anos e mantém o direito de uma reeleição. O número de vices também sofre alteração: ao invés de quatro, seriam apenas dois.

VOTO DOS SÓCIOS

Os sócios do Palmeiras que querem votar hoje, precisam ter pelo menos três anos de clube. Esse tempo diminuiria para dois. Já para se candidatar ao Conselho, hoje são necessários oito anos, mas o novo texto aponta para apenas seis.

FICHA LIMPA

Esse item é novidade: para que um candidato possa ocupar qulaquer cargo eletivo no clube, não poderá ter a ficha suja, ou seja, nos últimos 10 anos não poderá ter sofrido qualquer penalidade administrativa grave e ter sido condenado por qualquer crime, nos termos da legislação em vigor.

CAMISAS DE OUTROS CLUBES?

Vetadas! Camisas de clubes nacionais já eram proibidas no clube, mas agora as de clube internacionais também não serão mais permitidas. Apenas camisas de seleções poderão ser utilizadas.

E POR FALAR EM UNIFORMES…

Parece que a moda de camisa cinza vai acabar no Palmeiras. O novo texto prevê que o uniforme principal tenha camisa verde esmeralda, calção branco e meias verdes, enquanto o uniforme reserva tenha camisa branca, calção verde e meias brancas. O terceiro uniforme poderá ter outras cores, porém “respeitando as tradições”.

DIRETORIA

As 26 diretorias estatutárias do clube deverão mudar para apenas oito, a saber: administrativa, financeira, jurídica, planejamento, social, marketing e comunicação, além de futebol e esportes. Existe ainda a possibilidade do presidente estipular a criação de novos cargos remunerados, sempre sob a chancela do Conselho Deliberativo.

Foto: Reprodução / Site SEP