Como era o mundo na última vez que o Grêmio foi campeão

Foto: Divulgação / site oficial do Grêmio

Apesar de estar no hall dos clubes grandes do Brasil, o Grêmio vive um longo jejum de títulos. Sua última conquista relevante foi em 2001, quando venceu o Corinthians na final da Copa do Brasil, faturando o título da competição. Desde então, o Tricolor gaúcho comemorou apenas títulos estaduais e a vitória da famosa “Batalha dos Aflitos”, partida contra o Náutico que resultou no título da Série B ao Grêmio, em 2005.

LEIA MAIS:
Roger Machado reconhece a superioridade do Rosário e já pensa no Brasileiro
Imprensa argentina destaca “autoridade” do Central contra o Grêmio

Nesta quinta-feira (5), o Grêmio foi eliminado nas oitavas de final da Copa Libertadores pelo Rosário Central. E como de costume, internautas não pouparam provocações ao Tricolor, com piadas, memes e trocadilhos com o apelido de “imortal” do clube.

Tudo isso faz com que o clube gaúcho sofra com zoações de torcidas adversárias, que podem nem se lembrar do que acontecia no mundo na última vez que o Grêmio levantou uma taça importante.

 

RELEMBRE ALGUNS FATOS SOBRE 2001, ANO DA ÚLTIMA GRANDE CONQUISTA DO GRÊMIO:

  • O Brasil ainda era tetracampeão do mundo
  • As torres gêmeas sofriam um atentado terrorista
  • Fernando Henrique Cardoso era o presidente do Brasil
  • Estreava na TV o seriado “A Grande Família”
  • A versão em português da Wikipédia estava sendo lançada
  • A Microsoft lançava o sistema operacional Windows XP e o vídeo game Xbox
  • Cédula de R$2,00 entrava em circulação no Brasil
  • O Atlético Paranaense torna-se campeão brasileiro pela primeira vez na história
  • O Papa era João Paulo II
  • É lançado “Harry Potter e a Pedra Filosofal”, o primeiro filme da saga Harry Potter
  • George W. Bush tomava posse como presidente dos Estados Unidos
  • O game de futebol “Pro Evolution Soccer” (PES), ainda conhecido como “Winning Eleven”, era lançado
  • O Grêmio havia caído apenas uma vez para a Série B do Brasileirão

 

Foto: Divulgação / site oficial do Grêmio



Estudante de Jornalismo da Universidade São Judas. Comecei o ensino superior fazendo exatas, mas apanhei mais que o Brasil contra a Alemanha na Copa de 2014, todo dia era um 7x1 diferente. Então decidi fazer o que eu amo mesmo. Não nasci chorando.