Opinião: Chegou a hora de Simeone conquistar a Liga dos Campeões

tecnicos
Getty Images

Não tem jeito, é desejo dos Deuses do futebol. Se em 2013-2014 a Liga dos Campeões bateu na trave, nesse final de semana tudo leva a crer que chegou a vez do Atlético de Madri e consequentemente de Diego Simeone. Não sou vidente ou torcedor dos colchoneros, mas é a lógica aos analisarmos o passo a passo da campanha até a final.

Até as oitavas de final não sabíamos que Atlético seria poderia ser, principalmente após passar as duras penas contra o modesto PSV, nos pênaltis. Mas a equipe cresceu, principalmente coletivamente, quando deveria. Eliminar Barcelona e Bayern de Munique, não é para qualquer um.

Você pode não gostar do estilo de jogo, mas os resultados são indiscutíveis. A maioria da crônica esportiva mundial é contra a presença dos colchoneros na final do campeonato mais importante da Europa, considerando uma “derrota do futebol”.

Símbolo de um Atlético de Madrid vitorioso, Simeone repete na área técnica a trajetória como jogador. O clube do Vicente Calderón voltou a incomodar os gigantes Real e Barcelona. Se não tem como igualar os rivais na qualidade técnica, o jeito é apostar em uma defesa fechada e nos contragolpes certeiros. Esse é o Diego Simeone Futebol Clube.

O Atlético de Madrid vem crescendo no cenário europeu. Nos últimos três anos, Simeone conseguiu levar a sua equipe para duas decisões de Champions League. Se conquistar o título, será o maior ídolo da história colchonera.

Um resumo do que esperar do Atlético de Madri neste sábado é uma declaração desse competente treinador à rádio “La Red”.

“O que estamos fazendo ficará para a história, porque estamos mostrando a muita gente no mundo que é possível. Barcelona, Real Madrid e Bayern de Munique são melhores, mas cuidado, porque nós estamos aí”, disse.

Boa sorte Simeone, chegou sua hora. Daqui alguns anos ninguém lembra se o jogo foi bonito ou não, o que fica na história para todo o sempre são os títulos. Chegou sua hora.