Campeão: Santos abre mão de seu estilo de jogo e supera Audax

Reprodução/ Facebook Oficial- Santos Futebol Clube

Mais uma vez o campeonato Paulista chega ao seu fim e vê o time alvinegro da Vila Belmiro sagrando-se campeão. A oitava final consecutiva do Santos teve emoção de sobra para ambos os torcedores, os dos Audax viram o time jogar no seu estilo, com a posse da bola. Os santistas observaram um time diferente, recuado, esperando o adversário, esse estilo não animou os santistas que estão acostumados em atacar e sufocar o adversário o tempo inteiro.

Mas como já diziam os entendedores do futebol, quem sabe o que acontece dentro de campo são os jogadores e a comissão técnica. O 22º título paulista do Santos não aconteceu por falhas do Audax, afinal de contas o time de Osasco fez o que sabe, dominou o adversário a partida inteira. A principal lição dessa partida foi a humildade do técnico Dorival Júnior em mudar toda uma história, um estilo e mais que isso, o DNA santista de sempre atacar não importando o adversário. A paciência e determinação na marcação foram fundamentais, houve torcedor que achou que o time estava entregue, dominado pelo Audax, mas os jogadores sabiam o que precisavam fazer, como em um jogo de estratégia, uma jogada apenas seria necessária para acabar com a partida, o famoso xeque-mate veio com Ricardo Oliveira que recentemente completou 36 anos, e presenteou a si e a torcida do Santos com mais um título.

O futebol está se renovando a cada dia, na geração do “tiki-taka” (expressão usada para o estilo de jogo de posse de bola e passes rápidos) surge uma nova maneira de enxergar o futebol, para combater a posse de bola tenha uma defesa sólida e jogadores que marquem como se não houvesse amanhã, o Atlético de Madri vem provando que é possível. E ontem o time da baixada teve um pouco de Atlético (guardadas as devidas proporções).

Afinal, o mais importante é jogar bonito ou levantar a taça? Se não for possível os dois, que seja inteligente, e foi assim que o alvinegro praiano se sagrou campeão, com inteligência, humildade e paciência. Parabéns ao Audax, uma pena que possivelmente o time irá se fracionar, diversas propostas estão surgindo para os jogadores do time que mais encantou em toda a competição, uma pena! Enfim, pelo menos até o ano que vem, quem dá a bola no futebol paulista é o Santos.



Estudante de Jornalismo, apaixonado por esportes. Tenho como paixão o futebol, nacional e internacional. Pretendo me especializar na área esportiva e seguir fazendo o que eu tanto gosto.