Após conversa com Barrios, Cuca faz elogios e decreta: “Vai ter oportunidades”

Palmeiras
Crédito da foto: Cesar Greco/Ag. Palmeiras

O nome do atacante Lucas Barrios esteve no noticiário da última semana como um dos prováveis jogadores a deixar o Palmeiras antes da estreia do Brasileirão. O Internacional mostrou interesse no atleta de 31 anos e o técnico Cuca chegou a dizer que não colocaria empecilho na saída do paraguaio, desde que o time gaúcho disponibilizasse outros atletas para uma eventual troca. Porém, na manhã desta sexta-feira (6), o comandante mudou o discurso depois de ter uma longa conversa com Barrios no treino de quinta.

LEIA MAIS:

VEJA 10 NOTÍCIAS DO PALMEIRAS QUE ESTÃO BOMBANDO 

MERCADO DA BOLA: ALVO DE CORINTHIANS, SANTOS, VASCO E BOTAFOGO, WILLIAM POTTKER DEFINE SEU FUTURO

GABRIEL JESUS APOSTA EM “VANTAGEM” DO PALMEIRAS EM RELAÇÃO AOS RIVAIS PARA VENCER O BRASILEIRÃO

MERCADO DA BOLA 2016: CONFIRA UM RESUMO DAS NEGOCIAÇÕES DO PALMEIRAS

Segundo Cuca, o centroavante vem treinando muito bem e “é um outro jogador” comparado ao seu início de trabalho. Para ele, o jogador tinha deficiências físicas em relação aos outros do elenco, mas já está bem novamente.

É bom o torcedor saber. O Barrios foi convocado para sua seleção, não jogou. Automaticamente, o jogador destreina. Porque um dia antes do jogo, você não treina forte. No dia, você não joga. Depois, também não. Ele não foi titular aqui. Treinou, mas não o ideal. É natural que o jogador não vá render. Contra o River Plate, ele foi muito mal. Mas isso tudo tem justificativa. Primeiro, precisa estar em cima, com força, para depois a parte técnica entrar ao natural. Na parte tática, ele é centroavante, não tem o que fazer. Jogou mal por essas circunstâncias. Mas trabalhou bem, está bem. É outro jogador. Hoje, ele tem confiança e vai ter oportunidade“, avisou Cuca.

Cuca aposta que todos os atletas estarão muito bem fisicamente até a estreia do clube no Brasileirão, dia 14, contra o Atlético-PR, em São Paulo.

Tivemos 17 dias para trabalhar. Os dois primeiros foram tirados para avaliações físicas, que mostram o estado do grupo. Equilibramos o grupo no aspecto físico. Deixamos todos no mesmo nível. Isso foi o primeiro passo. Depois, a parte técnica, junto com a parte física. Os finalmentes acontecem agora no período em que vamos a Atibaia“, explicou o treinador.