Análise: como ficou a situação da Fórmula 1 após o GP de Mônaco

Crédito da foto: Facebook Oficial da F1

Finalmente Lewis Hamilton venceu uma prova nesta temporada. E a liderança até então soberana de Nico Rosberg, passa a ter ameaças após o GP de Mônaco: a Red Bull voltou a ser competitiva, Vettel está somando alguns pontos importantes, e a vitória de Hamilton em Monte Carlo, recoloca o inglês na briga pelo título mundial em 2016.

LEIA MAIS:
HAMILTON VENCE GP DE MÔNACO DE F1 APÓS ERRO DA RED BULL
F1 2016: CONFIRA A CLASSIFICAÇÃO DO MUNDIAL DE PILOTOS APÓS O GP DE MÔNACO
F1 2016: CONFIRA A CLASSIFICAÇÃO DO MUNDIAL DE CONSTRUTORES APÓS O GP DE MÔNACO

O Grande Prêmio de Mônaco devolveu a Lewis Hamilton a chance de brigar pelo título mundial de Fórmula 1. Depois de um começo complicado, onde o piloto inglês viu Rosberg vencer as primeiras provas e abrir uma boa vantagem sobre ele, Hamilton conseguiu sua primeira vitória na temporada, e deixou a briga pelo campeonato um pouco mais equilibrada.

A diferença entre Hamilton e Rosberg diminuiu para 24 pontos, e uma vitória do piloto inglês no próximo GP, que será no Canadá, pode dar a liderança do campeonato para o atual campeão do mundial, caso ele vença e Rosberg não consiga pontuar (confira a classificação do mundial de pilotos). Ou seja: podemos ter a certeza que veremos um duelo e tanto entre os dois pilotos da Mercedes, principalmente porque Rosberg tentará dar o troco no adversário, para não correr o risco de perder a vantagem que tem sobre Hamilton.

Mas a grande expectativa que tomou conta da Fórmula 1 é: a Red Bull de fato voltou a ser competitiva? Após a vitória de Max Verstappen no GP da Espanha, onde os dois carros da Mercedes abandonaram a prova na primeira volta, a impressão que dava é que não. Porém o rendimento dos carros da equipe suiça nas ruas de Monte Carlo foram acima da expectativa, e não podemos esquecer que a vitória em Mônaco só não aconteceu por causa de um erro da própria equipe no pit stop de Ricciardo.

A Ferrari, que era considerada a possível adversária da Mercedes durante o ano, até agora teve uma participação tímida em todos os GPs, e em nenhuma corrida realmente chegou a ameaçar a equipe alemã, como a Red Bull fez em Mônaco. Vettel conquistou mais alguns pontos e se aproximou de Raikkonen no campeonato, enquanto a equipe italiana conseguiu manter a segunda posição no campeonato de construtores (confira a classificação de construtores).

É claro que não podemos esquecer de um detalhe: Monte Carlo é um circuito muito diferente de todos os outros do calendário da Fórmula 1, e foi o único até agora onde não tivemos o domínio das Mercedes em nenhum momento, a não ser após o erro da Red Bull no GP de Mônaco.

A próxima prova, que será o Grande Prêmio do Canadá, pode trazer respostas sobre o que de fato podemos esperar desta temporada: a Red Bull pode ameaçar as Mercedes? Chegou ao fim a boa fase de Rosberg? São respostas que Mônaco nos deixou, de uma forma que só mesmo o circuito mais charmoso da Fórmula 1 seria capaz de proporcionar. E ainda temos outras prováveis surpresas: a Force Índia, que foi muito bem em um circuito onde ela deveria ter um rendimento abaixo das demais equipes, e a McLaren, que aparentemente, está reagindo no campeonato.

Que venha o circuito Gilles Villeneuve, que venha o Grande Prêmio do Canadá, e principalmente, que venha as respostas que Mônaco criou.