Allione: de quase descartado em 2015 para um dos principais destaques neste 1º semestre

Palmeiras
Crédito da foto: Cesar Greco/Ag. Palmeiras

O meia Agustín Allione viveu um início de 2016 de incertezas no Palmeiras. Esteve encostado no elenco do Alviverde e por pouco não foi negociado com o Rosario Central (ARG) devido às seguidas lesões. Porém, foi neste momento que seu futebol apareceu em algumas partidas do Paulistão e Libertadores e agora tem tudo para ser um dos bons destaques do Verdão no Campeonato Brasileiro.

VEJA MAIS
ALLIONE PASSARÁ POR CIRURGIA E DESFALCA O PALMEIRAS NO INÍCIO DO BRASILEIRÃO

Nesta temporada são quatro gols marcados, o que já faz seu melhor ano desde que chegou ao Palestra Itália, na metade de 2014, vindo como promessa do Vélez Sarsfield (ARG). Em 2015, balançou as redes apenas uma vez, e, em 2014, nenhuma (marcou um tento, mas em amistoso contra a Fiorentina-ITA).

Seu número de jogos também aumentou. Há dois anos fez 17 partidas, contra 26 em 2015. No atual ano, já entrou em campo por 13 vezes, isso porque o Brasileirão nem começou e o clube terá pela frente as fases finais da Copa do Brasil para disputar. Tem tudo para superar essa marca, embora ele tenha novamente se submetido a uma intervenção cirúrgica, dessa vez no joelho esquerdo, perdendo o início do Nacional.

Além disso, a movimentação em campo é algo para se prestar atenção. Apesar de ser um meio-campista, não é aquele clássico camisa 10, de ligação. Carrega a bola, tem velocidade e boa penetração na área. Com o técnico Cuca foi possível perceber sua evolução, que já vinha ocorrendo com o antecessor Marcelo Oliveira. Ou seja, poderá ser uma peça importante no restante da temporada caso a parte física não continue atrapalhando.



Jornalista desde 2012, com passagens pelos jornais ABCD Maior e Diário do Grande ABC, além do canal NET Cidade. Atualmente como repórter colaborador no site Torcedores.com.