15 melhores finais da Liga dos Campeões: Atlético de Madrid x Real Madrid – 2013/14

Real
Foto: Divulgação/ Site Oficial do Real Madrid

Não é a primeira vez que os dois rivais da capital espanhola se enfrentarão na final do principal torneio de clubes da Europa. Atlético e Real se enfrentaram pela primeira vez na final da competição 13/14, em um jogo cheio de emoções e que graças a um gol se Sérgio Ramos no minuto 93, o Real Madrid se sagrou campeão.

LEIA MAIS

VEJA A CLASSIFICAÇÃO DO CAMPEONATO BRASILEIRO 2016

VEJA 7 LIÇÕES QUE O CRUZEIRO TIROU DO JOGO CONTRA O SANTA CRUZ

CONHEÇA HENRIQUE COSTA, EX-JOGADOR DO AMÉRICA QUE DEIXOU O CAMPEÃO MINEIRO PARA CONQUISTAR O MÓDULO 2 PELO DEMOCRATA-GV

CALMA, CARA! IRRITADO COM GOL PERDIDO, VARDY NÃO SE PERDOA E BATE EM SI MESMO

O jogo já começava complicado para o Atlético, nos minutos iniciais do 1º tempo, Diego Costa, artilheiro do clube “rojiblanco”, se lesionou e teve que ser substituído. Mas a bruxa ainda não estava solta pro time de Simeone, pois aos 36 minutos, Godín abriu o placar; um gol sofrido, chorado, que a cada quique que a bola dava ao entrar, o coração do torcedor atleticano quase parava.

O jogo continuava muito disputado, os jogadores ficavam nervosos, os amarelos apareciam com mais constância, porém sempre leais, o que fazia com que o jogo continuasse cada vez mais perfeito de assistir. O Real Madrid ia para cima, Cortouis e a fortíssima defesa “rojiblanca “faziam o possível (e o impossível) para não levaram o gol de empate.

Tudo parecia que daria certo, o 4º árbitro levanta a placa de acréscimos, 5 minutos, a torcida atleticana estava a apenas 5 minutos de soltar o grito de campeão pela primeira vez da Champions, mas o inevitável aconteceu. A bruxa estava solta novamente. Como já disse antes, o minuto 93 se tornou inimigo número 1 dos “colchoneros”, faltam só 2 minutinhos, mas Sérgio Ramos, fez questão de destruir o sonho atleticano. Em um cabeceio perfeito e indefensável, o pior aconteceu, gol madrileno, mas do Real. Os merengues empatavam a partida e fazia com que o jogo fosse para a prorrogação. Simeone convocava a torcida, era um maestro fora das quatro linhas.

A partida então voltava para os 30 minutos finais, depois disso o Real Madrid fez questão de afundar ainda mais a esperança de conquista da primeira Champions do Atlético. O segundo gol merengue ainda viria a sair. Depois de uma jogada perfeita de Dí Maria, melhor jogador da partida, o craque argentino chutou e Cortouis rebateu a bola que sobrou para Bale marcar de cabeça, o Real virava a partida. Depois disso tudo pareceu mais fácil pros merengues, Marcelo, que entrou no decorrer do 2º tempo, e conseguiu mudar a dinâmica da partida, jogou muito, e ainda deixou o dele: 3 a 1 pro Real. Depois de 2 minutos o Real fez mais um, Cristiano Ronaldo de pênalti pôs números finais à partida. O que era um sonho e estava perto de ser alcançado, foi destruído à 2 minutos de se realizar. Agora os dois clubes entram em campo mais uma vez para a disputa da final da Champions League. Será que o Atlético de Madrid se vingará do rival? Só depois de 90 minutos de jogo saberemos, aliás, 90 minutos mais os acréscimos. Vai saber o gol nos minutos final não acontece novamente. E depois disso tudo, o Real Madrid finalmente conquistou “A DÉCIMA”.