West Ham pagará R$ 12 milhões por ano por estádio de 60 mil lugares

West Ham jogará no Estádio Olímpico de Londres
Crédito da foto: Reprodução/site oficial do West Ham

O West Ham se mudará para o Estádio Olímpico de Londres na próxima temporada e documentos mostram que os Hammers pagarão somente R$ 12,4 milhões por ano de aluguel.

LEIA MAIS:
EM PARTIDA EMOCIONANTE, WEST HAM E ARSENAL FICAM NO EMPATE
ZAGUEIRO DO ASTON VILLA DISTRIBUI CARRINHOS E PARTIDA SUB-21 ACABA EM BRIGA

Em 2013, foi decidido que o West Ham passaria a mandar os seus jogos no Estádio Olímpico de Londres pelos próximos 99 anos, vencendo assim a concorrência do Tottenham, que também era postulante a ter o estádio como nova casa.

De acordo com o contrato de concessão entre o clube inglês e London Legacy Development Corporation (LLDC), entidade responsável pelo parque olímpico e criada para cuidar do legado das Olimpíadas de Londres, realizadas em 2012, o West Ham pagará anualmente 2,5 milhões de libras pelo aluguel do estádio.

Por outro lado, a LLDC tem direito a 4 milhões de libras de qualquer negócio de “naming rights” que os Hammers fizerem e a 30% do valor total de uma eventual venda do clube nos próximos cinco anos. Além disso, o West Ham terá que pagar um milhão de libras caso vença a Champions League, 250 mil libras em caso de classificação para a liga milionária, 375 mil se terminarem a Premier League nos cinco primeiros lugares (com pagamentos menores em posições abaixo da metade da tabela) e 100 mil caso vençam a Copa da Inglaterra ou se classifiquem para a Liga Europa.

O contrato de 207 páginas foi tornado público na segunda-feira (11) depois que o pedido de não divulgação do documento por parte da LLDC foi rejeitado pelo tribunal. O acordo veio a público devido à ação de 14 organizações de torcedores, que entraram com um requisito de Liberdade de Informação em relação ao contrato.

Polêmicas
O baixo valor a ser pago pelo West Ham vem causando polêmica na Inglaterra. Dos 272 milhões de libras gastos para converter a arena olímpica em um estádio de futebol, somente 15 milhões de libras foram do West Ham. De acordo com uma reportagem realizada pela BBC no ano passado, o restante do valor veio dos bolsos dos contribuintes.

Além disso, a BBC relatou ainda que o clube londrino não arcará com despesas como policiamento, seguranças, traves, bandeiras de escanteio, operadores de catracas e serviços de limpeza. A manutenção do Estádio Olímpico também será de responsabilidade da LLDC.

As 14 organizações de torcedores consideram que o West Ham levará vantagem sobre os demais emblemas da Premier League, principalmente levando em consideração o novo contrato televisivo que entrará em vigor a partir da próxima temporada e que renderá aos clubes da Premier League cerca de 100 milhões de libras por temporada até 2019.

Houve uma petição no site do Parlamento inglês para que fosse aberto um inquérito público a respeito do baixo valor pago até hoje pelo West Ham. O Parlamento afirmou que iria debatê-la caso chegasse a 100 mil assinaturas, mas a petição foi encerrada em 20 de fevereiro deste ano, seis meses após ser iniciada, com 25.528 assinaturas.

O West Ham viu a publicação do documento com bons olhos. “Da nossa perspectiva, a publicação do contrato de concessão é bem-vinda, já que prova que o clube não tem nada a esconder”, disse o clube em comunicado, adicionando que acha o valor a ser pago anualmente justo “por usar o estádio 25 dias por ano”.

Já a LLDC lamentou a decisão. “Estamos desapontados com a decisão do Tribunal. A nossa motivação em não publicar o contrato era proteger milhões de libras dos contribuintes. O estádio precisa ser uma fonte de renda e uma operação comercial sustentável, caso contrário, dependerá de subsídio público. Nos preocupa que a publicação deste contrato possa abrir precedentes para dificuldades em futuras negociações”, disse a entidade.

Crédito da foto: Reprodução/site oficial do West Ham