Veja o que Conor McGregor precisa fazer para lutar no UFC 200

Crédito da Foto: Reprodução/Facebook

Conor McGregor anunciou aposentadoria na última quarta-feira (19) e, por ser ausência confirmada para a turnê promocional que o UFC organiza nesta semana para a 200ª edição numerada – agendada para acontecer em 9 de julho, em Las Vegas, nos Estados Unidos -, foi retirado do card, de forma oficial. No entanto, o presidente do UFC, Dana White, afirmou que há uma forma de o irlandês, estrela mais importante da companhia atualmente, voltar ao evento.

LEIA MAIS:
EM VÍDEO, SONNEN ‘SOLTA O VERBO’ SOBRE APOSENTADORIA DE MCGREGOR

“Se ele me ligasse provavelmente toparíamos. O problema é que você tem que estar aqui para promover a sua luta e precisa gravar o comercial. Estamos gastando cerca de US$ 10 milhões para a promoção do UFC 200. Você não pode fazer isso. Não importa o quão grande você é, não pode fazer isso”, disse Dana White em entrevista à “Fox Sports” norte-americana. McGregor está na Islândia, treinando, e teria se recusado a participar de uma coletiva de imprensa em Las Vegas, que marcaria o início da promoção do UFC 200.

McGregor, campeão da categoria dos penas (até 66kg) após nocautear o brasileiro José Aldo em dezembro do ano passado, estava escalado para fazer a luta principal do UFC 200 contra o americano Nate Diaz, em luta na divisão dos meio-médios (77kg) sem valer cinturão. Seria, na verdade, a revanche de um embate que aconteceu no UFC 196, em março deste ano, em que o europeu foi derrotado por finalização.

Por razões ainda não esclarecidas, Conor McGregor anunciou via Twitter, nesta quarta-feira (19), que estava se aposentando. Questionado a respeito, Dana White afirmou que acredita que o europeu voltará a lutar ainda neste ano. O chefão negou que o desacordo aconteceu por razões financeiras – rumores diziam que o irlandês pediu cerca de US$ 10 milhões para lutar no principal card de 2016.

Até o momento, Nate Diaz continua no card. O UFC procura outro adversário para o atleta norte-americano.



Jornalista, editor do Torcedores.com. Passagens pelos jornais Metro, O Estado de S. Paulo, Jornal da Tarde, Marca Brasil, Agora São Paulo, Diário de S. Paulo e Diário do Grande ABC.