Opinião: Vasco, uma paixão que precisa de pouco para acontecer

vasco
vasco

Uma equipe gigante do futebol brasileiro, o Vasco, cai pela terceira vez para a segunda divisão nacional, sendo o segundo rebaixamento em três anos e você pensa que talvez ira demorar para a confiança da torcida voltar que o apoio não será mais o mesmo e a cobrança será enorme, ir no aeroporto receber o time, difícil.

LEIA MAIS:
Vasco pode superar o Flamengo em número de títulos invictos

Seria um fato se não se tratasse de um povo apaixonado por futebol e por seu clube do coração. Depois de cerca de 200 pessoas recepcionarem a equipe do Vasco em Belém onde enfrentou o Remo pela Copa do Brasil. Manaus superou e muito, mais de 600 pessoas foram até o aeroporto acompanhar a chegada da delegação vascaína, ate os jogadores mais experientes do grupo se impressionaram com tamanho carinho, Jorginho, Nenê, Martim Silva, todos ficaram impressionados com a multidão. O técnico vascaíno até gravou um vídeo de agradecimento ainda dentro do ônibus.

O Vasco está a mais de cinco meses sem perder, são 20 jogos, vem muito bem em clássicos, nos últimos 12 perdeu apenas 1, e está a quatro jogos de ganhar pela sexta vez o Campeonato Carioca de forma invicta. Mas o Vasco não ganhou nada de fato e precisa encara outra vez a segunda divisão nacional.

Essa paixão que precisa de tão pouco para acontecer e proporcionar momentos como o de Manaus na verdade já está no torcedor que é apaixonado pelo futebol nacional e faz de tudo para ver e torcer pelo seu time, poucos países podem proporcionar as imagens de um aeroporto lotado de torcedores que querem ver seu time passar no saguão. É difícil de explicar uma paixão como a do brasileiro pelo seu clube mais é bonito de ver.

Vasco e Fluminense se enfrentam às 16h da tarde desse domingo pelo Campeonato Carioca. A partida virou uma espécie de final, já que o vencedor será o campeão da Taça Guanabara e levará a vantagem do empate para as finais do Estadual. Como vem acontecendo em alguns jogos do campeonato, a partida será disputada fora do Rio em Manaus – só nas partidas finais o Maracanã poderá ser utilizado.