Opinião: Uma noite inesquecível para o basquete dos Estados Unidos

Reprodução/ Facebook

A noite do dia 13/04/2016 ficará na história do basquete e do esporte americano. Os ingredientes para isso acontecer tinham de sobra.

LEIA MAIS:
Bryant: veja dados da carreira de um dos maiores da história da NBA

Foi o último jogo como jogador profissional de uma das lendas do basquete americano, Kobe Bryant, e o Golden State Warriors quebrou o recorde de vitórias em uma mesmo ano de uma franquia na NBA. A última marca era do Chicago Bulls de 95/96, comandado por Michael Jordan, que ganhou 72 vezes e perdeu apenas 10. De sobra, o armador de Stephen Curry chegou a incríveis 400 bolas de três convertidas em uma mesma temporada.

Mesmo com as previsões de uma noite de emoções e recordes, ninguém esperava que os acontecimentos da última noite fossem ser tão marcantes. Se viu um Steph Curry com fome de recorde, com três bolas de três em um intervalo de um minuto, em um show particular, pois foram 20 pontos só no primeiro quarto. A sensação da temporada com cestas incríveis e inacreditáveis teve um primeiro quarto dos sonhos.

No começo do segundo quarto a primeira marca incrível da noite, Curry acertou uma bola de três e chegou ao extraordinário numero de 400 bolas de três convertidas em uma só temporada. Nesse momento, o recorde de vitórias já era uma questão de tempo para o melhor time da temporada regular. Quando o zero apareceu no cronometro tínhamos um novo recorde de vitorias na NBA, incríveis 73 vitórias e apenas 9 derrotas da franquia de Oakland, Califórnia e um provável novo MVP para Steph Curry.

Em Los Angeles, outro astro fazia seu ultimo jogo como profissional diante de sua torcida. O que era pra ser uma noite emocionante, virou uma noite mágica. Kobe e os Lakers fizeram uma temporada longe do que já foram nos anos anteriores. Passando por diversos problemas físicos, o astro da companhia pouco pôde ajudar seu time na temporada. A última posição da sua conferência mostrou a fragilidade da equipe quando não pode contar com sua maior estrela.

Ainda tinha o último jogo, e com 60 pontos marcados, o jogador ajudou seu time a virar um jogo em que ficou atrás o tempo todo. Desde 2009, Bryant não marcava mais do que 50 pontos em um jogo. A cesta da virada faltando menos de 2 minutos para o fim do jogo foi do astro.

Foi um final de carreira apoteótico para um dos melhores jogadores de basquete da historia. Na saída, emoção e ovação da torcida para seu ídolo que teve cada cesta comemorada como se fosse um titulo. Uma noite inesquecível não só para o basquete mais para o esporte.