Tite exalta Corinthians e arranca risos sobre gol de Marlone: “Um golaço, p… que pariu”

Tite
Crédito da foto: Daniel Augusto Jr. / Agência Corinthians

Só alegria. Assim estava Tite após a goleada do Timão por 6 a 0 sobre o Cobresal (CHI), na Arena Corinthians. Na entrevista coletiva, ainda no estádio corintiano, o técnico elogiou a equipe reserva escalada para o confronto e evitou criticar a atuação do atacante Luciano, que apesar do placar elástico, passou em branco mais uma vez.

LEIA MAIS
MARLONE MARCA GOLAÇO DE VOLEIO E É ASSUNTO NO TWITTER MUNDIAL
MARLONE FAZ DOIS GOLS E SE EMOCIONA APÓS GOLEADA DO CORINTHIANS: “PARECE ATÉ UM SONHO”
COM UM PLACAR DE 6 A 0, CORINTHIANS COMPLETA 50 VITÓRIAS NA ARENA

Sobre o golaço de Marlone, Tite explicou que parte da “pintura” é fruto do treinamento. “Quando a gente procura fazer o trabalho de finalização, faz com muita velocidade. [No jogo] tu tem que tomar uma decisão rápida”, pontuou. O técnico teve um rompante de sinceridade ao descrever o gol: “Foi um golaço, p…. que pariu”, arrancando risos dos jornalistas.

Para o técnico, todos usaram bem os minutos que tiveram em campo. “Todos aproveitaram a oportunidade. Meu maior orgulho é dar atenção e respeito a quem não vem jogando e a hora que surge a oportunidade eles vão lá e arrebentam. Quando a equipe tem um desempenho assim, técnico vai dormir com uma felicidade danada!”, exclamou entusiasmado. O técnico fez questão de acrescentar que a equipe não entrou em campo “para golear”, mas para “fazer um grande jogo”.

Sobre Luciano, Tite evitou criticar o jovem atacante, que ainda não balançou as redes após voltar de lesão. “Coloquei para ele agora: a equipe toda procura você, vão meter bola pra ele e pá… vai fazer gol. Falta relaxar um pouquinho e as coisas acontecem naturalmente”.

Apesar da boa atuação, o treinador deixou um aviso aos atletas que exagerarem na confiança. “[O limite é] Quando algum deles deixar de marcar ou abrir mão de jogar… Falo de defensores e atacantes. Depois aparece a individualidade, o talento. Quanto a vaidade… Cada um vai aparecer em um momento”, frisou.

No fim da coletiva, Tite deixou no ar uma possível insatisfação do volante Willians ao ser substituído no 2º tempo. “Talvez ele [Willians] não tenha gostado. No 1º tempo ele botou a mão no [músculo] adutor. Ele tinha falado que não queria sair, mas compete ao técnico preservar o jogador”.

Com a goleada, o Timão garantiu o 1º lugar do Grupo 8 da Taça Libertadores da América e deve pegar o Nacional (URU) nas oitavas-de-final da competição. O jogo de ida está marcado para a próxima quarta-feira, dia 27, e será na casa do adversário.



Mídias Sociais da AS Roma Brasil, MBA em Gestão Estratégica de Negócios, blogueiro desde 2007 e radialista amador. Escreve sobre futebol italiano, automobilismo e o que aparecer, mas gosta mesmo é de contar boas histórias