Tevez fala sobre possível duelo com Corinthians e diz: “Tenho lindas recordações”

Corinthians
reprodução

Corinthians e o Boca Juniors terão confrontos contra Nacional-URU e Cerro Porteño-PAR, respectivamente, na Libertadores. Mas caso as equipes passem, eles se reencontrarão pela terceira vez em quatro anos e Carlitos Tevez enfrentaria o Timão pela primeira vez desde que deixou o Alvinegro há 10 temporadas.

LEIA MAIS
CONMEBOL CONFIRMA DATAS E HORÁRIOS DAS OITAVAS DE FINAL DA LIBERTADORES; CONFIRA 

Em entrevista à ESPN da Argentina, Carlitos Tevez relembrou sua passagem pelo Corinthians e disse que seria “emocionante” rever o Timão. Mas ressaltou que seu primeiro pensamento está no Cerro Porteño.

“Primeiro, temos que jogar a partida, porque ainda não está nada decidido. Mas, quando vi (as chaves), é óbvio que são sentimentos muito lindos, porque passei um ano e meio da minha carreira muito emocionante e tenho lindas recordações, mas temos que primeiro ganhar do Cerro”, afirmou Tevez.

Carlitos Tevez saiu do Corinthians logo após a Copa do Mundo de 2006, onde junto com Mascherano foi para o West Ham. Em 2011, o presidente Andrés Sanchez negociou com Manchester City e ficou perto de trazer o argentino, que afirmou na época que gostaria de voltar. O Timão ofereceu 40 milhões de euros (R$ 90 milhões) pelo jogador, valor que foi recusado pelos ingleses na época.

Hoje com 32 anos, Tevez já demonstrou que não quer sair do Boca Juniors. “Quem me conhece um pouco, sabe que é difícil que eu deixe o Boca. Por qual razão? Porque sou como o torcedor do Boca. É difícil que eu me acovarde. Haja o que houver é muito difícil que eu deixe o clube pelo que sou e pelo que transmito para o Boca. Não sou um covarde, que na primeira ocasião sai correndo”, explicou. “Como disse, represento o Boca, estamos passando um mal momento e é por isso que estou aqui. Temos que encarar as coisas do jeito como elas realmente são”, disse Tevez no início de março.

Pelo Corinthians, Tevez possui 76 jogos e anotou 46 gols e conquistou o Campeonato Brasileiro de 2005, onde foi escolhido o melhor jogador do nacional.



Jornalista. Como todo torcedor também gosto de dar meus pitacos. Fã da seleção italiana, do Milan e do Arsenal.