Se avançar, Palmeiras tem boa chance de fazer clássico brasileiro na Libertadores

Palmeiras
Crédito de imagem: César Greco/Ag. Palmeiras

O Palmeiras joga, nesta quinta-feira, todas as suas fichas para tentar a classificação para a próxima fase da Libertadores. O Verdão precisa vencer o River Plate, do Uruguai, por três ou mais gols de diferença e torcer para que o Nacional derrote o Rosario Central, em Montevidéu. Caso a combinação dê certo, a equipe comandada por Cuca chegará às oitavas de final como o segundo colocado do Grupo 2, com oito pontos.

LEIA TAMBÉM:
Palmeiras x River Plate-URU: saiba o que está em jogo
Libertadores: Palmeiras entra na última rodada com 22% de chance de classificação
Palmeirenses fazem promessas bizarras em caso de classificação na Libertadores
Nacional x Rosario Central: saiba como assistir AO VIVO na TV

Com essa pontuação, o Palmeiras seria um dos segundos colocados com pontuação mais baixa ao término da primeira fase, ou seja, a chance de enfrentar um adversário de boa campanha é muito alta. Dentre tais possibilidades, um clássico contra o Corinthians ou mesmo um jogaço contra o Atlético-MG, ambos em primeiro de seus grupos, pode acontecer logo na abertura da fase mata-mata.

Ainda falta uma rodada para Corinthians e Atlético-MG terminarem a fase de grupos, mas hoje o Galo tem a quarta melhor campanha, seguido do Corinthians. O Atlético Nacional, da Colômbia, e o Pumas, do México, têm os melhores desempenhos, ambos com 15 pontos, mas os colombianos têm mais um jogo por cumprir. Depois o Toluca, do México, vem com a terceira melhor campanha até aqui entre os líderes, com 13 pontos na Chave 6, a mesma do Grêmio.

O Palmeiras, lembrando que só se classifica no máximo com 8 pontos, empata hoje com outros vice-líderes como Racing, São Paulo, Grêmio e Independiente Santa Fe (todos esses, todavia, ainda têm uma partida por fazer), e estaria atrás de Deportivo Táchira, com 9 pontos, e Independiente del Valle, 10 pontos. O Huracán tem 7 pontos, no Grupo 4, mas também tem mais um jogo a cumprir e pode chegar a 10 pontos.

HISTÓRIA POSITIVA

Não custa nada lembrar que, em 1999 – na temporada em que foi campeão da Libertadores -, o Verdão se classificou em segundo lugar de seu grupo e enfrentou, logo de cara, o Vasco nas oitavas de final. Na época, o Cruz-Maltino entrara diretamente na fase mata-mata por ter sido vencedor do torneio na temporada anterior.

Ainda assim, o Palmeiras passou pelos cariocas em duas partidas emocionantes. Em São Paulo, empate de 1 a 1 no jogo de ida. Em São Januário, o time de Felipão goleou por 4 a 2, quebrando longa invencibilidade dos vascaínos jogando em seu estádio.

Em seguida, o Verdão encontrou o Corinthians, quem já tinha enfrentado na fase de grupos. No primeiro jogo, Marcos foi o destaque ao fechar o gol alviverde. No fim, o time de Felipão levou a melhor na ida por 2 a 0. No jogo seguinte, o Timão devolveu o placar e levou a decisão para os pênaltis. Então, Marcos virou… São Marcos! Vitória palestrina que se encaminhava para o título inédito.

Curtiu a matéria? Siga o autor no Twitter: @fontes_matheus.
Facebook: Matheus Martins Fontes.

Foto: César Greco/Ag. Palmeiras



Esportista de hobby, mas jornalista de profissão. Trabalhou como repórter do O Estado de S. Paulo, Revista TÊNIS. Tênis Virtual e CurtaTÊNIS em coberturas nacionais e internacionais de grandes eventos.