São Paulo vai à Conmebol para tentar anular expulsão de Calleri

Rubens Chiri / São Paulo FC

O São Paulo confirmou que vai até a Conmebol para tentar anular a expulsão de Calleri, ele que foi expulso logo após o apito final no empate entre o Tricolor e o The Strongest, em La Paz, por 1 a 1. O resultado garantiu a equipe brasileira nas oitavas de final da Libertadores, onde vai enfrentar o Toluca, do México.

Diretores do São Paulo confirmaram a intenção de anular a expulsão baseado nas imagens da confusão como principais defesas do atleta.

“Enviamos pessoas ao vestiário do árbitro para informar que as imagens mostram erro (na expulsão). Fizemos contatos na Conmebol e vamos usar vídeos e fotos publicados pela mídia como material de defesa”, disse o diretor de futebol Luis Cunha.

O lance:

Não é possível identificar pelas imagens se Calleri provocou ou agrediu algum atleta do The Strongest, o que se vê são vários jogadores bolivianos correndo atrás do argentino logo após um “esbarrão” entre o camisa 12 e Pablo Escobar. Antes disso, o argentino foi bastante provocado pelos adversários.

Na confusão, o árbitro foi com convicção e mostrou o cartão vermelho apenas para Calleri. Durante a partida o goleiro Denis foi expulso e também desfalca o São Paulo nas oitavas de final.