Saiba mais sobre o Racing, adversário do Galo nas oitavas da Libertadores

Inter
Foto: Reprodução / Site Oficial do Racing

Nesta quinta-feira (21), com a realização dos últimos jogos da fase de grupos da Libertadores, foram definidos os confrontos das oitavas de final da competição. O Atlético-MG, quarto melhor na classificação geral e líder no grupo 5 (com 13 pontos, mas com saldo pior que o do Corinthians), irá encarar o Racing, da Argentina.

LEIA MAIS:
CONFIRA OS CONFRONTOS DAS OITAVAS DE FINAL DA LIBERTADORES
GALO DEFINE DUAS DAS TRÊS TROCAS QUE FARÁ NA LISTA DE INSCRITOS NA LIBERTADORES

O clube de Avellaneda somou 9 pontos no grupo 3, tendo sido a 13ª melhor campanha da fase de grupos do torneio continental e quinta melhor de um segundo colocado da atual edição. Por isso, faz o primeiro jogo do duelo em seu estádio, o Presidente Perón, e decide o dono da vaga em Belo Horizonte.

Nos seis jogos disputados na fase de grupos, foram duas vitórias, três empates e uma derrota. Os dois trunfos do time argentino foram como mandantes. Logo na estreia, o Racing aplicou 4 a 1 sobre o Bolívar, da Bolívia, e, na quarta rodada, fez outro placar elástico: dessa vez, 4 a 2 sobre o Deportivo Cali, da Colômbia.

O único resultado negativo, curiosamente, também foi em casa, no clássico local contra o Boca Juniors, por 1 a 0. Fora de casa, consequentemente, foram três empates: 0 a 0 no La Bombonera, 2 a 2 em Bogotá e 1 a 1 em La Paz, respectivamente.

Os jogadores mais conhecidos do clube argentino são os atacantes: campeão da Liga dos Campeões e do Mundial de Clubes com a Inter de Milão em 2010, Diego Milito está de volta ao time que o revelou desde 2014. O outro é Lisandro López, que, além de carreira na Europa, também defendeu o Internacional no ano passado e, no final de 2015, é jogador do Racing.

Ao lado de Lisandro, outro atacante, Roger Martínez, também tem três gols na Libertadores e ambos dividem a artilharia da equipe de Avellaneda. Outro importante jogador do elenco também joga no ataque: artilheiro da última edição da competição continental com oito gols, Gustavo Bou (que chegou a ser sondado por clubes brasileiros), tem dois tentos até o momento neste ano.

O meio de campo do Racing também tem outros dois destaques. Irmão de Ángel Romero, atacante do Corinthians, o paraguaio Oscar Romero é um dos cérebros do time. Ao seu lado, joga Rodrigo De Paul, revelação do país que já pertence ao Valencia, da Espanha, mas está emprestado ao clube argentino.

A equipe de Avellaneda conta com a experiência debaixo das traves: com 36 anos, Sebastian Saja é o capitão do Racing, que busca o seu bicampeonato na Libertadores (conquistou em 1967). O goleiro também é conhecido por já ter defendido o Grêmio, em 2007, marcado alguns gols de pênalti na carreira.

No Campeonato Argentino, o Racing é apenas o sétimo colocado no grupo B do Apertura, com 16 pontos em 11 jogos, mas o foco do clube de Avellaneda é chegar longe na competição continental, cuja taça já não levanta há quase 50 anos.



Jornalista formado pelo Mackenzie (SP) e pós-graduado em Jornalismo Esportivo e Multimídias pela Anhembi Morumbi (SP). Apaixonado por esportes desde 1994. Especialista de Santos e Futebol Inglês no Torcedores.com. Contato: fernando.amaral.pba@hotmail.com