F1: Rosberg lidera TL1 marcado por problemas com Massa e Magnussen

Nico Rosberg fez melhor volta da atividade nos minutos finais. (Foto: Getty Images)

Nico Rosberg foi o piloto mais rápido do conturbado primeiro treino livre para a disputa do Grande Prêmio da China de Fórmula 1. O alemão da Mercedes obteve em sua melhor passagem na atividade, marcada por furos nos pneus traseiros esquerdos nos carros de Felipe Massa e Kevin Magnussen, o tempo de 1min38s037, já na parte final da sessão.

LEIA MAIS:
ESTUDO REVELA QUAL O MELHOR PILOTO DA HISTÓRIA DA FÓRMULA 1

O brasileiro da Williams teve problemas em duas oportunidades, enquanto o dinamarquês da Renault enfrentou esta falha uma vez, danificando a suspensão do carro quando restavam 33 minutos para o final da atividade. A direção de prova acionou bandeira vermelha, retomando a atividade restando oito minutos para o final, quando Rosberg fez o melhor giro.

A segunda colocação ficou com Lewis Hamilton, distante um décimo do tempo de Rosberg. Sebastian Vettel foi o terceiro com o carro da Ferrari, seguido pela Red Bull de Daniel Ricciardo. A lista dos cinco melhores deste primeiro treino livre ainda contou com Kimi Räikkönen, companheiro de Vettel.

Daniil Kvyat, com o outro carro da Red Bull, ficou com a sexta posição, seguido por Carlos Sainz, da Toro Rosso. Jenson Button, com a McLaren, ficou com a oitava colocação na folha de tempos, enquanto Nico Hülkenberg levou a Force India ao nono posto. A lista dos dez primeiros ainda teve Max Verstappen, com a outra Toro Rosso.

Felipe Nasr foi o piloto mais lento entre os competidores que fizeram pelo menos uma volta rápida, ficando com a 19ª posição. Já Esteban Gutiérrez, Kevin Magnussen e Felipe Massa não registraram tempo.

A partir das 3h, pelo horário de Brasília, acontece o segundo treino livre para a disputa do GP da China.

Confira como foi o primeiro treino livre:

A atividade teve início com os pilotos fazendo suas voltas de instalação, retornando aos boxes na sequência. As Mercedes, ainda com nove minutos de exercício, marcaram suas primeiras voltas rápidas do final de semana, com Lewis Hamilton cravando 1min38s802, com pneus médios, sendo dois décimos mais veloz que Nico Rosberg.

Com 15 minutos de ensaio, foi a vez de Marcus Ericsson fazer sua primeira volta rápida, mas marcou um tempo mais de quatro segundos pior que o de Rosberg. Pouco antes, Hamilton cometeu um erro e rodou no terceiro setor da pista. Na sequência, Felipe Massa viu um dos pneus de sua Williams estourar, sendo obrigado a visitar os boxes.

O Safety Car virtual foi acionado quando restavam 1h06min para o fim, por conta de um detrito na pista, mas logo dois minutos depois, a bandeira vermelha paralisou as atividades em Xangai. A atividade foi retomada após seis minutos, com vários carros partindo para a pista ao mesmo tempo.

Os dois pilotos da Ferrari registraram suas primeiras voltas, com Sebastian Vettel ficou com o terceiro melhor tempo, seguido por Kimi Räikkönen. Felipe Nasr também fez sua volta rápida com a Sauber, avançando ao 17º lugar. Com metade do treino realizado, Felipe Massa, Esteban Gutiérrez, Kevin Magnussen e Jolyon Palmer não marcaram tempos.

Rio Haryanto e Jolyon Palmer foram à pista no início da segunda metade da sessão e fizeram uma sequência de voltas. O indonésio avançou ao 13º lugar na classificação, duas posições à frente do piloto da Renault. Com 40 minutos para o final da atividade, Felipe Massa saiu para a pista, mas sofreu novo furo no pneu traseiro esquerdo, mesmo que estourou no carro de Kevin Magnussen.

Por conta dos detritos, a direção de prova acionou mais uma vez a bandeira vermelha. Após uma longa inspeção da pista, o treinamento foi liberado restando oito minutos para o final da sessão, com os pilotos da Mercedes em uma briga particular. Melhor para Nico Rosberg, que alcançou 1min38s037, faturando a melhor volta.

Foto: Getty Images



Jornalista com passagens pelas revistas Racing e House Mag.