Recorde de Michael Jordan completa 30 anos

Crédito da foto: Reprodução/Site oficial NBA.com

Foi há 30 anos que Michael Jordan, em 20 de abril de 1986, jogando pelo Chicago Bulls, estabeleceu o recorde de maior pontuação de um só jogador num playoff da NBA. Contra os Boston Celtics, um dos melhores times da história, Jordan marcou 63 pontos e ninguém superou a marca desde então.

VEJA MAIS:
Veja lista com os ‘caras’ que podem decidir nos playoffs da NBA

O desempenho de Michael Jordan no jogo é considerado por muitos o melhor de todos os tempos. Mesmo assim, não foi o suficiente para levar o time dos Bulls à vitória. O time de Chicago perdeu por 135 a 131 depois de dois tempos extras contra um Boston Celtics que tinha, entre seus seis principais jogadores, cinco que estão no Hall da Fama da NBA.

Após a partida, Larry Bird, dos Celtics, resumiu o fenômeno dizendo que aquele era “Deus fantasiado de Michael Jordan”. Além dos 63 pontos, o astro terminou a partida com 6 assistências, 5 rebotes, e 4 roubadas de bola. Ele converteu mais da metade dos arremessos.

E foi por pouco que Jordan não deixou de entrar em quadra. Naquela temporada, o jogador ficou de fora durante 64 partidas devido a um pé quebrado. Ele havia acabado de se recuperar e os Bulls queriam poupá-lo. Michael Jordan teve que insistir para poder jogar.

Existem outros grandes recordes individuais na história do basquete. Um deles é o jogo de 100 pontos de Wilt Chamberlain, em 1962. Nesse mesmo ano, Elgin Baylor marcou 61 pontos numa final da liga.