Quase lá! – Comitê diz que 98% das obras olímpicas estão prontas

Reprodução/Twitter oficial das Olimpíadas Rio 2016

De acordo com o Portal Brasil, portal oficial de notícias do governo brasileiro, o Comitê Olímpico Internacional (COI) alegou que cerca de 98% das obras e equipamentos olímpicos estão prontos.

LEIA MAIS:

CONFIRMADA AMEAÇA TERRORISTA AO BRASIL ÀS VÉSPERAS DA RIO 2016

TROFÉU MARIA LENK: DOIS ÍNDICES E TEMPAÇO NOS 100 PEITO MARCAM PRIMEIRA ELIMINATÓRIA

Nawal El Moutawakel, a presidente da Comissão de Coordenação do Comitê Olímpico Internacional para os Jogos, participou na última quarta-feira, 13 de abril, da 10ª e última reunião do grupo no Rio, para avaliar a situação do andamento das obras. A pouco mais de 100 dias da abertura dos Jogos Olímpicos, as obras do Velódromo – que vai receber as disputas de ciclismo – ainda precisam ser concluídas e o Estádio João Havelange, o Engenhão – onde as provas de atletismo acontecerão – não foi liberado.

Ainda assim, os integrantes do COI parecem estar satisfeitos com as obras. “O último esforço é sempre o mais difícil. Mas acreditamos que os Jogos Rio 2016 deixarão o país muito orgulhoso. Essa crença vem do fato de que muitas das arenas estão hoje finalizadas, com 98% delas concluídas. Nós tivemos 33 eventos-teste realizados com sucesso, com excelente retorno dos atletas e das federações”, disse Nawal ao Portal Brasil.

No Site Oficial Cidade Olímpica, é possível observar o andamento das obras do Rio de Janeiro.

Obras da cidade

Ainda que o andamento das obras e equipamentos olímpicos seja satisfatório, muitos projetos, a maioria ligada ao transporte e locomoção, ainda não foram entregues na cidade do Rio de Janeiro. Exemplos disso são a Transolímpica, corredor expresso para BRTs, e as avenidas Abelardo Bueno e Salvador Allende, que serão ampliadas.

Joaquim Monteiro, o presidente da Empresa Olímpica Municipal, explicou ao Site Cidade Olímpica, que as obras de responsabilidade da Prefeitura estão em ritmo acelerado. “Desde o início do projeto olímpico, o objetivo é fazer os Jogos de forma eficiente, mas também simples e econômica, deixando uma melhoria tangível para a cidade e seus moradores”, o presidente afirmou para o site.



Mineira e estudante de Jornalismo da UFMG. Escritora nas horas vagas e amante de esportes o tempo todo.