Pela irmã com câncer, esse bancário correu pela Inglaterra e se encontrou com a Rainha

Crédito da foto: Arquivo pessoal

Desde que Geraldine descobriu o retorno de um câncer de mama, doença que acreditava ter curado, seu irmão John Deveraux resolveu que precisava tomar alguma atitude. Inspirado pela coragem da irmã, ele decidiu correr pela Inglaterra, literalmente, angariando fundos para a Breast Cancer Now.

LEIA MAIS:
TROFÉU MARIA LENK: SAEM OS SETE PRIMEIROS NOMES OLÍMPICOS

Deveraux, diretor de um banco em Londres, conta em entrevista ao Torcedores.com que a primeira corrida aconteceu em abril de 2014, na cidade de Brighton.

“Dou a chance para o público participar de um desafio. Quando me inscrevi na Maratona de Londres de 2016, prometi arrecadar £2.500 para a entidade. Peço para as pessoas me patrocinarem, então é como se elas dessem dinheiro para que eu complete meu desafio”, descreveu.

Além da Maratona, que acontece no próximo dia 24 de abril, ele também participou do Triátlon de Haver Castle, arrecadando £5.000.

LEILÕES DE CARIDADE

Como correr não é o suficiente, Deveraux também realiza outras ações: “Como você pode imaginar, depois de um tempo fica difícil convencer as mesmas pessoas a me patrocinarem novamente, então passei a leiloar objetos relacionados a música e ao futebol”. Pela internet, já disponibilizou camisas do Chelsea, Barcelona e uma de Lionel Messi. Cada uma arrecada em média de £200 a £300.

O próximo ítem que será leiloado é bastante valioso: uma camisa da seleção da Inglaterra, autografada pelos craques do time da Copa de 2006 (Beckham, Gerrard, Lampard, Rooney, etc).

CHÁ NO PALÁCIO DE BUCKINGHAM

A corrida para levantar fundos para as pesquisas contra o câncer levou John Deveraux para um chá com a Rainha da Inglaterra, no Palácio de Buckingham. “Foi uma grande honra. Todo ano, a Rainha convida um pequeno número de pessoas para um chá, na parte do Palácio que não é acessada pelo público. Fiquei feliz em poder levar Geraldine, afinal, tudo isso foi feito por causa dela”, diz.

Com quase 50 anos de idade, Deveraux ainda tem pelo menos mais um desafio pela frente. “Em setembro vou participar da Great North Run, a 2ª maior meia-maratona do mundo, que vai acontecer em Newcastle. Depois disso, quem sabe? Sempre digo ‘chega’, mas depois de alguns meses mudo de ideia!”.

John ainda quer realizar outro desafio, mas esse não depende só dele. “Tenho a ambição de correr uma maratona com minhas filhas Elena e Amelia (só não sei se elas querem correr comigo!). Elas têm 14 e 13 anos, então ainda preciso esperar pelo menos cinco para que tenham idade mínima para a prova”, finaliza.

Arquivo Pessoal
Arquivo Pessoal

Você pode conhecer outras iniciativas da Breast Cancer Now, a maior ONG de combate a doença no Reino Unido, no site oficial da entidade. Ela dedica-se a lutar contra o câncer, que atinge mais de 12 mil mulheres (e homens) todos os anos.



Mídias Sociais da AS Roma Brasil, MBA em Gestão Estratégica de Negócios, blogueiro desde 2007 e radialista amador. Escreve sobre futebol italiano, automobilismo e o que aparecer, mas gosta mesmo é de contar boas histórias