Paulistão A-2: veja cinco acertos do Santo André e cinco erros do São Caetano no jogo de ida

Crédito da foto: Divulgação/AD São Caetano

O Santo André bateu o São Caetano no último sábado (9) por 2 a 1, no Bruno José Daniel, e largou na frente por uma vaga nas semifinais do Campeonato Paulista da Série A-2.

VEJA MAIS
SANTO ANDRÉ X SÃO CAETANO: CONFIRA GUIA ESPECIAL SOBRE O CLÁSSICO DO ABC

O Torcedores.com listou cinco acertos do Ramalhão no jogo e cinco erros do Azulão para resumir esse primeiro clássico do ABC pelas quartas de final. Confira:

SANTO ANDRÉ – ACERTOS

1) O Santo André marcou bem e deixou o São Caetano pouco eficiente no ataque, o que ajudou os andreenses a terem controle do jogo.

2) Nas laterais, Adriano Apodi e Paulo deram trabalho pelos flancos, tanto que o técnico do rival, Luis Carlos Martins, precisou tirar Gercimar na direita porque dava muito espaço a Paulo.

3) A torcida ramalhina fez a diferença e colocou no Brunão mais de 4 mil pessoas, sendo o maior público do time no ano.

4) A equipe estava com o pé na forma. Gols de Branquinho e Guilherme Garré explicam isso muito bem.

5) O goleiro Zé Carlos estava seguro na meta do Santo André e não deu muita chance aos arremates do adversário.

SÃO CAETANO – ERROS

1) Entrou pelo empate. Os sulsancaetanenses tinham a intenção de cozinhar a partida e garantir um resultado igual, mas a pouca eficiência na frente acabou custando caro demais.

2) Expulsão de Naôh. Com 17 minutos, ele foi retirado pelo árbitro Luiz Flávio de Oliveira e prejudicou o esquema de jogo do São Caetano, que atua em função de um camisa 9. Matheus ficou isolado e os homens de aproximação, como Neto e Daniel Costa, não deram conta do recado.

3) Laterais muito expostas. Se por um lado os lados do Ramalhão funcionavam no apoio, os do São Caetano permitiram muitos espaços.

4) Fez muitas faltas próximas à área. Tendo um jogador como Branquinho do lado oposto, que bate bem na bola, seria um risco parar a partida nas redondezas da área. Resultado: um golaço de falta do camisa 10 ramalhino.

5) O arqueiro Renan Rocha estava um pouco inseguro. Em algumas bolas, ele se atrapalhou na saída do gol e alguns torcedores até disseram que o goleiro falhou nos tentos do arquirrival.



Jornalista desde 2012, com passagens pelos jornais ABCD Maior e Diário do Grande ABC, além do canal NET Cidade. Atualmente como repórter colaborador no site Torcedores.com.