OPINIÃO – Deivid não pode ser mais treinador do Cruzeiro

Deivid não pode ser mais treinador do Cruzeiro
Foto: Cruzeiro Esporte Clube

O Cruzeiro novamente sofreu em uma partida. Desta vez, o adversário era o time “quase” reserva da Campinense, que luta por uma vaga no Campeonato Brasileiro da série D. O time celeste mostrou os mesmo defeitos que vem cometendo durante o ano e o treinador Deivid não consegue consertar e colocar em campo um Cruzeiro melhor.

LEIA MAIS:

VEJA CINCO GOLS INESQUECÍVEIS DO CRUZEIRO EM COPA DO BRASIL
WILLIAN DEVE RETORNAR EM PARTIDA DECISIVA DO CRUZEIRO

As criticas ao treinador não devem girar em torno de sua experiência (ou a falta dela), mas como ele atua em situações de jogo, treino e entrevistas. E o que me assusta é que nas três ocasiões o Deivid está pior do que a encomenda.

Confesso também que fui a favor da efetivação do treinador ao maior cargo esportivo do clube. Primeiro, por ele já conhecer o Cruzeiro e, também, porque os jogadores pediram.

Na sua entrevista pós-jogo contra a Campinense, o treinador Deivid preferiu enaltecer a equipe paraibana, lembrando muito as desculpas de Vanderlei Luxemburgo quando era treinador do Cruzeiro.

O primeiro tempo do Cruzeiro em Campina Grande foi um horror. A Campinense se fechou e o time de Deivid não conseguiu criar um lance sequer, algo já mostrado durante o Campeonato Mineiro. Quando o Cruzeiro tem a posse de bola e enfrenta uma retranca, a equipe sofre para criar jogadas. No segundo tempo o Cruzeiro melhorou, e isso aconteceu justamente quando a equipe estava com um jogador a menos. A Campinense, que tem vários defeitos, tanto ofensivos quanto defensivos, decidiu sair para o jogo, criando poucas chances, mas as melhores oportunidades foram nos contra-ataques do Cruzeiro, principalmente, na correria de Élber e nas chegadas surpresas de Lucas Romero. Mas muito pouco para uma partida entre uma equipe de série A contra uma equipe mista, que procura uma vaga na série D.

Não é de hoje que as melhores partidas do Cruzeiro foram contra equipes que saíram para o jogo, mas quando precisa ter a posse de bola, a equipe celeste sofre bastante. Talvez, uma eliminação no Campeonato Mineiro para o América/MG seja o último suspiro de Deivid como treinador celeste.

A diretoria do Cruzeiro perde tempo mantendo Deivid no comando. O Brasileirão começa no próximo mês e será necessário a um novo treinador tempo para conhecer os jogadores e montar um time com mais qualidade. O que sabemos, até o presente momento, é que o Cruzeiro começa atrás no campeonato.