Opinião: Agora é ‘On to Santos’, Cuca!

Cesar Greco/Ag. Palmeiras/Divulgação

Estamos na quinta e faltam ainda três dias para que o Palmeiras enfrente o Santos, nas semifinais do Campeonato Paulista. Enquanto todos esperam, anseiam, imaginam e preparam suas armas, suas torcidas, seus gritos e tudo o mais para assistir a partida, eu trago um pequeno conselho para o homem que está treinando o Alviverde. Um conselho que já fez bem para um treinador de um outro esporte e deveria virar um mantra para o torcedor palmeirense de agora em diante e assim o deveria ser para o Sr. Alexi Stival, o popular Cuca.

LEIA MAIS

Que fase! Para tablóide inglês, Alexandre Pato é ‘peso morto’ para o Chelsea

Europa? Gabriel Jesus diz pensar mesmo é ‘só no Palmeiras’

Voltemos para 2014, o dia 29 de setembro. Na National Football League, o New England Patriots havia sido avassaladoramente derrotado pelo Kansas City Chiefs (41 a 14) em um Monday Night Football. O próximo adversário dos Pats seria o Cincinnati Bengals e, a partir daí, surgiu o mantra que carregou o time até o título do Super Bowl XLIX: ‘On to Cincinnati’ (‘Agora, é o Cincinnati’); a frase que Bill Belichick, técnico dos Patriots disse para todas as perguntas que os repórteres fizeram após o jogo contra o Kansas.

‘On to Cincinnati’ serviu para tirar o foco das críticas sobre o time e se os Patriots estavam perdendo a fama de outrora ao serem derrotados de forma tão retumbate no horário nobre da tv a cabo. Como os Pats venceriam os Bengals, também com uma atuação irretocável, todo mundo (ou quase) esqueceu aquele jogo com os Chiefs e daí, para frente, foi só vitória, como diria aquele.

Mas o que tudo isso teria a ver com o Palmeiras e com o Cuca? Bem, sabemos que o rival é o Santos, sabemos também que o referido time já tem uma história recente de confrontos, controvérsias, decisões, discussões e polêmicas. Todos vão querer falar da eliminação do Palmeiras na Libertadores, do Prass, do Ricardo Oliveira, do Matheus Salles, Lucas Lima, provocações, ‘vinganças’, Copa do Brasil… tudo isso irá voltar à tona durante estes dias e nossa imprensa não irá deixar passar nada (ou quase nada) para apimentar este duelo.

E o que o Cuca deveria fazer? Simplesmente seguir o conselho que dei com o título desta postagem. Basta responder para cada pergunta que ‘o foco agora é o Santos’ e nada mais. Não fale de Prass x Oliveira, Matheus Salles x Lucas Lima, deste ou aquele jogador, desta ou aquela declaração, esquemas táticos, decisões passadas, polêmicas. Só responda da mesma forma que Belichick respondeu a todos os repórteres que indagavam se os Patriots ‘já eram’ na NFL quando ainda não tinham nem sido.

‘On to Santos’, ou seu equivalente em português, deveria ser o mantra do Palmeiras a partir de agora. Caso o time passe para as finais, que seja ‘on to Corinthians’ ou ‘on to Audax’. E daí para ‘On to Brasileiro’, ‘on to Copa do Brasil’ e por aí vai. Cultive cada jogo como sendo ‘o jogo’. sem ligar para burburinhos controversos e essas coisas que tiram o foco e vão acabar interferindo de forma não muito boa lá na frente.

Isto é o que espero que seja feito. Não vão deixar de perguntar sobre as provocações, as rusgas, as tretas e tudo o mais, mas que tudo o que Cuca pensar até o domingo seja apenas uma coisa: ‘on to Santos’. E nada mais do que isso.

(Crédito da foto: Cesar Greco/Ag. Palmeiras/Divulgação)