Meu inesquecível Santos x Palmeiras: Paulistão 2009

(Foto: Reprodução/YouTube - Santos TV)

Quando descobri que tinha a oportunidade de escrever sobre o meu Santos e Palmeiras inesquecível, o primeiro jogo que me veio a mente foi o Santos 3 x 2 Palmeiras, disputado em 2000, no Morumbi, pela semifinal do Campeonato Paulista. Mas como pretendo escrever sobre esse jogo em um outro especial, no qual participarei em um futuro próximo, resolvi tratar, neste texto, sobre a minha segunda opção: o jogo Palmeiras 1 x 2 Santos, no Palestra Itália, em 2009.

Primeiro, vamos aos motivos. No regulamento daquele ano, todos jogavam entre si em turno único e os quatro melhores se classificavam para a fase seguinte. Na primeira fase, o Santos jogou com o Palmeiras fora de casa e foi derrotado, em um 4 a 1, no Palestra Itália, onde o Palmeiras sobrou. Terminado o turno, o Santos foi o quarto colocado e o Palmeiras liderava a fase de classificação. Estava definido o confronto.

Na semifinal, a equipe com a melhor campanha detinha o direito de realizar o segundo jogo em casa. Caso os clubes permanecessem empatados em critérios, o clube com a melhor campanha também tinha a vantagem. O Palmeiras tinha, portanto, a condição de favorito pela melhor campanha, a vantagem de decidir em casa e a vantagem do empate. Mas toda essa conveniência foi liquidada pelo Santos, quando o alvinegro venceu a primeira partida, disputada na Vila Belmiro, por 2 a 1. Os gols foram marcados por Kléber Pereira e Neymar, Keirrison anotou para o alviverde.

Na segunda partida, o Santos é quem tinha a vantagem do empate. Apesar disso, no Palestra Itália, o Palmeiras era empurrado pela sua torcida e, como já frisamos, tinha vencido o Santos em seus domínios na primeira fase por 4 a 1 e era a melhor equipe até então. Então veio a jogada incrível de Neymar. Após a saída de bola de Fábio Costa, o Menino da Vila fez um passe incrível para Madson, que tirou de Marcos e abriu o placar. Já no segundo tempo, Maurício Ramos só conseguiu parar a arrancada de Neymar cometendo um pênalti e Kléber Pereira ampliou o placar. No agregado chegávamos a 4 a 1.

O Palmeiras tentou reagir e Pierre marcou após falha de Fábio Costa. Ainda houve tempo para uma confusão épica entre Diego Souza e Domingos, que resultou na expulsão dos dois. Mas a vitória estava sacramentada e com um duplo 2 a 1, o Santos foi às finais. Como sempre, toda a família santista estava reunida e comemoramos muito aquela partida. O Santos era uma equipe em formação, Neymar tinha sido alçado à equipe profissional naquele ano, Paulo Henrique Ganso no ano anterior. Ainda assim, conseguiu se recuperar de um resultado desastroso na primeira fase e derrubar o favorito ao título.

Eu projetei expectativas sobre aquele time que ainda se desenhava, contudo nada próximo dos momentos mágicos que eu viveria em 2010 e 2011.

Crédito da foto: Reprodução/YouTube – Santos TV

Veja outras postagens por Janaína Santista.

Twitter: @santistajanaina

Perfil Facebook: Janaína Santista  – Página Facebook: Janaína Santista

Canal no YouTube – Janaína Santista