Liga Europa: Ex-Villarreal, Marcos Senna quer final espanhola

Divulgação/Site oficial Villarreal

Representante do Villarreal no sorteio das semifinais da Liga Europa, o brasileiro Marcos Senna disse que ficou feliz por não enfrentar o Sevilla nesta fase do torneio. O ex-volante admitiu que torce por uma final entre clubes da Espanha.

LEIA MAIS:

Enquete: Quem vai para a final da Liga dos Campeões?

Liga Europa: Semifinais terão Shakhtar x Sevilla e Villarreal x Liverpool

Liga dos Campeões: Sorteio das semis coloca espanhóis em chaves diferentes

Shakhtar x Sevilla: duelo já teve gol de goleiro; Assista

O Submarino Amarelo vai enfrentar o Liverpool, enquanto o Sevilla, atual campeão, pegará o Shakhtar Donetsk.

“Teremos pela frente um estádio histórico e muito bonito de jogar. Será muito complicado, porque já não existem adversários fáceis. Mas é o que queríamos. Não gostaríamos de enfrentar o Sevilla agora. Esperamos encontrar com eles na final”, disse ao canal espanhol “beIN Sports”.

O jogo de ida está marcado para o estádio El Madrigal em 28 de abril. Já a volta será em Anfield no dia 5 de maio.

Assim como nas duas fases anteriores, o Villarreal decidirá o confronto na casa do adversário. Marcos Senna acredita que a equipe espanhola precisará repetir o desempenho que teve contra Bayer Leverkusen e Sparta Praga. Em ambos, o Submarino Amarelo venceu na ida.

“Teremos que seguir a mesma linha das duas eliminatórias anteriores. A equipe está muito bem preparada, fisica e mentalmente. Tomara que possa repetir o sucesso. Teremos que estar atentos nas duas partidas, tanto em casa como fora, pois se trata de uma semifinal e o que queremos é passar”, concluiu.

Trabalhando desde fevereiro no departamento de Relações Institucionais do Villarreal, Marcos Senna chegou ao clube em 2002. Com 363 partidas em 11 anos, é o jogador que mais vestiu a camisa do Submarino Amarelo.

Após ganhar a cidadania espanhola em 2006, disputou a Copa do Mundo daquele ano pela Espanha. Senna também participou da conquista da Eurocopa de 2008, na qual foi um dos eleitos para o time ideal do torneio.