Maicon: da capital nacional do rodeio à atuação como goleiro em La Paz

Reprodução / Twitter Oficial São Paulo FC

Maicon Pereira Roque nasceu no dia 14 de setembro de 1988 em Barretos, cidade localizada no interior de São Paulo e conhecida como “capital nacional do rodeio”. Em 2006, a 590 KM de onde nasceu, o zagueiro iniciou sua carreira no futebol nas categorias de base do Cruzeiro.

LEIA MAIS
Mercado da Bola: Maicon revela desejo de permanecer no São Paulo

De Belo Horizonte, o jogador foi para Cabo Frio, no Rio de Janeiro, onde atuou entre 2007 e 2008 pela Cabofriense. Com apenas 20 anos, Maicon deixou o Brasil em 2008, atravessou o oceano e desembarcou em Portugal, na Ilha da Madeira, para jogar no mesmo clube em que Cristiano Ronaldo atuou no início da carreira: o Nacional.

Em 2009, Maicon deixou o Nacional e foi para um gigante do futebol português: o Porto. Em sete temporadas na equipe, o zagueiro disputou 191 partidas e conquistou nove títulos – Campeonato Português (2011, 2012 e 2013), Supertaça de Portugal (2010, 2011 e 2012), Taça de Portugal (2010 e 2011) e Liga Europa (2011).

Em 2002, foi eleito o melhor jogador do Porto na temporada. Em 2015, o zagueiro marcou um gol em partida válida pela fase de grupos da Liga dos Campeões. O momento histórico aconteceu na vitória do Porto sobre o Chelsea por 2 a 1, em 29 de setembro.

A reação de Maicon após a partida foi parecida com a que ele teve ontem, ao atuar no gol por alguns minutos e dispensar a alcunha de “herói” ao ajudar o São Paulo a se classificar para as oitavas de final da Copa Libertadores. “Conseguimos o objetivo, já foi, agora é pensar no próximo jogo”, disse o jogador após a partida contra os ingleses.

No dia 7 de fevereiro deste ano, uma semana antes de chegar ao São Paulo, Maicon não foi bem na derrota do Porto para o Arouca por 2 a 1 e deixou o campo debaixo de vaias, alegando contusão. Ex-jogadores dos Dragões, como Rodolfo Reis e Maniche, criticaram a atitude do jogador.

No dia 15  de fevereiro, Maicon chegou ao São Paulo dizendo que estava realizando um sonho ao chegar a um dos times mais vitoriosos do Brasil.

Na partida diante do The Strongest, em La Paz, na noite desta quinta-feira (21), que garantiu o São Paulo nas oitavas de final da competição, o zagueiro atuou no gol por cerca de três minutos, após expulsão de Denis, e fez duas defesas difíceis para um jogador de linha.

Maicon fica no Tricolor até o meio do ano, pouco tempo para escrever seu nome como ídolo do clube, mas a cada dia o zagueiro conquista mais e mais os torcedores são-paulinos.



Diogo Marcondes é Jornalista graças a Deus e acompanha futebol desde os primeiros 90 minutos de vida. Torce, não distorce e vai se contorcer para escrever matérias interessantes para todos os Torcedores. Atualmente, escreve para o Blog Mural, hospedado no site da Folha de S. Paulo.