‘Itaquerão’ recebe refugiados em jogo contra o Red Bull

Crédito da Foto: Reprodução/Facebook Oficial do Corinthians

A vitória do Corinthians contra o Red Bull, neste sábado, dia 16 de fevereiro, não ficará marcado somente pela goleada de 4 a 0 do timão em cima do time de Campinas. O Corinthians aproveitou a partida valida pelas quartas de final do Campeonato Paulista para abrir a sua casa para 100 refugiados.

A ação foi uma parceria do clube com a Caritas Arquidiocesana de São Paulo e a ONU (Organização das Nações Unidas), que possibilitou a refugiados de países como Angola, Guiné Bissau, Filipinas e Iraque a viverem um ‘Dia de Corinthians’. Além de assistirem ao jogo no ‘Itaquerão’, durante o dia, os contemplados também conheceram a sede social e o museu do clube no Parque São Jorge e a torcida no estádio também fez a parte dela levando faixas com o nome dos países inseridos na ação.

Por fim, o Corinthians ainda se comprometeu a dar emprego a alguns refugiados, tanto na Arena Corinthians, quanto em sua sede.

Caritas Diocesana de São Paulo

A Caritas Diocesana de São Paulo (CASP), existe desde 1968 e é um órgão ligado a Igreja Católica e atua em várias partes do Mundo com o objetivo de ajudar a população mais carente, em vulnerabilidade social ou vítima de desastres naturais.