Gallo demonstra descontentamento com demissão da Ponte Preta

PontePress/Fábio Leone

Demitido nesta sexta-feira (15) do comando da Ponte Preta, Alexandre Gallo se manifestou sobre o assunto através de nota oficial publicada à imprensa neste sábado (16), segundo o Uol Esporte. No comunicado, o treinador contestou a decisão da diretoria do clube paulista de tê-lo desligado da equipe

LEIA MAIS

Middlesbrough e Burnley vencem e ficam mais perto do acesso na Championship

A íntegra da nota oficial do ex-técnico da Ponte foi publicada em seu site oficial. Gallo afirmou na nota que se sentiu ‘repudiado’ pela opção da diretoria da Ponte Preta em demiti-lo. O treinador também ressaltou a campanha que fez comandando a equipe no Campeonato Paulista, no qual quase levou a Macaca para as quartas de final, e na Copa do Brasil.

“Em 12 jogos, contando com a classificação para a segunda fase da Copa do Brasil, foram sete vitórias, dois empates e três derrotas, com 21 gols feitos e dez sofridos. Um aproveitamento de quase 65% dos pontos disputados”, disse Gallo na nota.

“Não me indignar após uma decisão dessa seria concordar com a maneira como clubes e treinadores podem se relacionar no momento da contratação e da saída do profissional”, ressaltou o treinador.

Alexandre Gallo assumiu a Ponte Preta substituindo Vinícius Eutrópio e guiou a equipe até o final da primeira fase do Paulistão, no qual disputou a vaga para as quartas de final até o fim, mas acabou desbancado pelo São Bernardo, mesmo com a oitava melhor campanha da fase de classificação.

Para o lugar do treinador, a Ponte Preta anunciou a contratação de Eduardo Baptista, que estava fora do futebol desde sua saída do Fluminense em fevereiro.

 

(Crédito da foto: PontePress/Fábio Leone)