Opinião: Flamengo enfrenta o Confiança para engrenar

Crédito da foto: Gilvan de Souza / Flamengo

Nesta quarta, em Volta Redonda, o Flamengo tem um novo desafio pela Copa do Brasil. O adversário é o Confiança-SE, que surpreendeu o Rubro-Negro na partida de ida, vencendo por 1×0. Se na ocasião, o cansaço, as experiências de melhor formação e a falta de pontaria foram as “desculpas” pela derrota, hoje a torcida espera ver no mínimo uma vitória com certa folga.

LEIA MAIS:
OPINIÃO: CONFIANÇA SEGUE COM O SONHO DE TENTA ELIMINAR O FLAMENGO
MERCADO DA BOLA: FLAMENGO TENTOU A CONTRATAÇÃO DE LUAN, DIZ SITE

É importante que se diga, que muito se passou daquela derrota. O Flamengo oscilou no carioca e foi eliminado da Primeira Liga para o Atlético PR. Por outro lado, Muricy Ramalho parece ter encontrado a solução para o time ser mais equilibrado e objetivo em campo.

Agora o antes 4-3-1-2 ou 4-3-3 deu lugar ao 4-4-2, porém sem deixar de ser ofensivo. Cuéllar e Willian Arão dão a proteção necessária e a saída de bola rápida. A dupla de ataque com Cirino e Guerrero, apesar de se desdobrar mais para ajudar na marcação também é mais abastecido pela presença de dois meias, normalmente Alan Patrick e Mancuello.

As desculpas para um tropeço sempre irão existir, principalmente em uma equipe que vive nos holofotes e é sempre cobrada intensamente. É bem verdade que a sequência de jogos atrapalhou o treinador encontrar tal formação e melhor time para ser o titular. Bastou duas semanas intercalando uma partida e programação cheia para o Flamengo ser outro.

Hoje vencer o Confiança não só é uma obrigação como uma necessidade de fazer o time engrenar. O cansaço perdura novamente. Domingo, em Manaus o encontro da semifinal do carioca será contra o “enjoado” Vasco da Gama, que não sabe o que é perder para o seu maior rival há oito jogos (5V e 3E). A direção da Gávea entende que a hora é a gora, afinal, corre o risco desse jejum durar até o ano que vem, uma vez que o Cruz-Maltino jogará à série B nesse ano e tão pouco sabe se também continuará vivo na Copa do Brasil.

Muricy Ramalho é um cara que trabalha muito o fundamento e que privilegia o grupo. Hoje já declarou que colocará em campo quem estiver melhor fisicamente e, sinceramente, com todo respeito ao adversário, se eu pudesse escalar a equipe titular, entraria com: Alex Muralha, Pará, Juan, Wallace, Chiquinho. Márcio Araújo, Ronaldo, Ederson e Gabriel. Fernandinho e Felipe Vizeu. Assim o time considerado titular se pouparia para o clássico no domingo. É claro que não será essa a equipe de hoje, porém Muricy poderia considerar colocar no máximo seis titulares. vamos aguardar.



Sou formado em Publ & Prop, jornalismo e rádio. Trabalhei em grandes empresas do ramo de serviços e desde 2003 atuo na área esportiva. Fiz parte da equipe da rádio Record e rádio USP, onde criei, produzi e apresentei 2 programas esportivos. Coordenei o principal programa jornalístico da rádio Estadão ESPN. Atualmente atuo na área comercial.