Em cerimônia no Garden, Boston Celtics reúne e homenageia três vitoriosas gerações (66, 76 e 86)

Reprodução/Facebook Oficial Boston Celtics

Na última quarta-feira (13), antes da partida contra o Heat – válida pela última rodada da atual temporada regular -, ex-atletas do Boston Celtics que integraram as equipes de 1966, 1976 e 1986 se reuniram no tablado do TD Garden para participar de uma cerimônia, que segundo os organizadores, seria de proporções épicas.

Lendas como Bill Russell, Tommy Heinsohn, Tom ‘Satch’ Sanders, John Havlicek, Dave Cowens, Jo Jo White, Kevin McHale e Bill Walton estavam alinhados no centro da quadra. Foi um evento marcado pelo reencontro de velhos amigos. No telão, exibição de vídeos, que passando por três gerações, demonstrava a hegemonia Celta.

“Tudo o que é grande sobre o Celtics, toda a tradição, o orgulho, as bandeiras, tudo isso foi herdada por nós a partir dessas equipes do campeonato a partir dos anos 60, 70 e 80,” Declarou à “nba.com” o Presidente da Franquia, Rich Gotham. O mandatário também afirmou: “Quero dizer que toda esta mística, a cultura, tudo o que carrega consigo a franquia do Boston Celtics, eles nos ajudaram a proporcionar. E os nossos fãs, são apaixonados, por eles e por tudo que eles nos fazem desfrutar”.

Ao todo foram praticamente 36 horas de festividades. Na terça feira a noite, Walton declarou: “Eu não poderia me sentir mais honrado e privilegiado por estar aqui com todos os meus rapazes”, ainda segundo ele: “Esta foi a equipe, a franquia, que me ensinou a amar o basquete.”

Jhon Havlicek, que participou das gerações de ’66 e ’76 declarou: “Eu amo isso porque cresci com estes caras. Muitos anos atrás, todos nós tínhamos um objetivo em comum, e ver tudo isso acontecer e voltar para celebrá-lo novamente é incrível”.

O atual plantel do Celtics se juntou aos homenageados, em seu centro de treinamento eles participaram das festividades de terça-feira, para que lhes fosse dada a oportunidade de aprender e conviver um pouco mais com as lendas. De acordo com o presidente da franquia “Foi uma maneira perfeita para transmitir a tradição da organização dos Celtics de antes, para os Celtics de hoje […] Eu acho que é ótimo para os nossos jogadores atuais para compreender o respeito e o exemplo que eles têm de gerações passadas […] Apenas o que significa ser um Celtic e como comportar-se como um celta, tanto na quadra e fora dela, como jogador e como um oponente. E ter ‘esses caras’ em torno deles, simplesmente, não há maneira melhor para que seja passado o exemplo. ”

O treinador Brad Stevens concordou na importância de possibilitar a seus jogadores a oportunidade de se reunirem com aqueles que, segundo Stevens, “estabeleceram a tradição da franquia”.

E um dos atletas mais ansiosos era o calouro RJ Hunter, que, aos 22 anos, possuí cerca de um quarto da idade de algumas das lendas que estavam presentes.

“Esse é o tipo do dia que estávamos esperando, Fico feliz só de estar em torno dos Celtas que sempre ouvimos falar.”

Evan Turner mencionou que: “Quando eu era criança, eu ouvi sobre um monte desses caras, e vê-los pessoalmente, eu definitivamente aprecio isso”.

Rich ainda afirmou: “Há algumas pessoas que realmente desejo que estivessem aqui conosco esta noite.  Red Auerbach, obiviamente. Também Bob Cousy e KC Jones, que não compareceram por razões de saúde […] Então, eu acho que é importante celebrarmos com esses caras enquanto podemos. Não só os grandes jogadores, mas os grandes homens, que ajudaram a construir a instituição Celtics, que todos nós amamos tanto”.