Copa da Grécia é retomada após atos de vandalismo

Champions League
Getty Images

Que as torcidas gregas são conhecidas por sua paixão isso é inegável, porém muitas vezes essas atitudes extrapolam o limite da educação. Na noite da quarta-feira (02/03) estavam em campo PAOK e Olympiakos pela primeira partida das semifinais da competição, dentro do Stadio Toumba em Thessaloniki a torcida do PAOK como sempre faz preparou uma festa com fogos, bandeiras e todos os objetos que tem direito, mas foi só a bola rolar para presenciarmos uma verdadeira guerra campal. Alguns dos membros da torcida conhecida como Ultras arremessaram bombas no gramado, o árbitro na hora paralisou o duelo e mandou ambos os atleta para os vestiários.

Analisando que a partida não teria mais condição de acontecer ele entrou em contato com a Federação Grega de Futebol (EPO) e informou que a partida teria que ser adiada, a entidade logo acatou o pedido e adiou também o duelo entre AEK Atenas e Atromitos Peristeri que viria a acontecer um dia depois.

A Copa local entrou em um período sabático e fora cancelada por tempo indeterminado até que as punições fossem estabelecidas. O departamento de ética da UEFA cogitou inclusive em retirar a Seleção Grega da disputa das eliminatórias da Copa do Mundo FIFA 2018.

Mas o resultado do julgamento foi definido, O PAOK foi suspenso da competição e viu o Olympiakos se classificar automaticamente para enfrentar o Atromitos em uma final com campo neutro, sem torcida e com a arbitragem de fora da Grécia, especulasse que o dono do apito será Cipriota, mas nada confirmado. 

O PAOK ainda perdeu 5 pontos na Super League, Campeonato Grego da Primeira Divisão, 5 mandos de campo que podem ser no Toumba mas com portões fechados a torcida e uma multa no valor de 112 mil euros. O clube pode recorrer, mas neste momento é improvável que consiga tendo em vista que neste domingo será realizado a última rodada da primeira fase da competição que levará 4 clubes aos Play Offs para Competições Europeias.