Com Dolly e Gordinho, África do Sul quer surpreender no Rio

Reprodução/Facebook oficial Mamelodi Sundowns

Dolly, Gordinho e Rivaldo. Os nomes dos possíveis convocados pela África do Sul para os Jogos Olímpicos de 2016 são um prato cheio para memes. No entanto, o adversário do Brasil na estreia promete dar trabalho, confirmando um momento positivo das seleções de base do país.

LEIA MAIS:

Rival do Brasil, África do Sul se anima com sorteio da Rio 2016

Rio 2016: Conheça os adversários do Brasil no futebol olímpico

África do Sul teve sorte ao cair no grupo do Brasil, diz técnico

Fora de uma Copa do Mundo desde 2010 e colecionando resultados decepcionantes na Copa Africana de Nações (AFCON), os sul-africanos têm conseguindo um desempenho melhor com seus jovens jogadores. Em 2015, o país se classificou para o seu primeiro Mundial Sub-17 e conseguiu o terceiro lugar na AFCON Sub-23. Este último contou como classificatório para os Jogos do Rio.

O primeiro nome com que os brasileiros precisam se habituar é o da seleção sub-23 da África do Sul. Ela é chamada de Amaglug-glug desde quando era patrocinada por uma empresa de petróleo do país. A expressão representa o som do combustível entrando no tanque do carro.

Já o outro nome que merece atenção é o de Keagan Dolly, de 23 anos. O meia do Mamelodi Sundowns recebeu o prêmio de Melhor Jogador Jovem do campeonato local em 2014. Além disso, a imprensa vem pedindo seu nome na seleção principal.

O Torcedores.com conversou com o jornalista inglês Joe Crann, do “Soccer Laduma”, principal jornal esportivo da África do Sul. Para ele, Dolly é o jogador com quem o Brasil precisa se preocupar mais.

“O capitão, Keagan Dolly, é, provavelmente, o jogador mais vital do time, tendo disputado amistosos e o torneio classificatório. Também vale a pena ficar de olho nos dois Lebos – Lebo Mothiba (do Lille) e Lebo Phiri (do Brondby-DIN) – ambos muito empolgantes”, disse.

Já o zagueiro Lorenzo Gordinho (sim, é seu sobrenome), de 21 anos, vem realizando uma ótima temporada pelo Kaizer Chiefs. As atuações sólidas no Campeonato Sul-Africano fazem dele um potencial titular da defesa do técnico Owen da Gama no Rio de Janeiro.

Um de seus possíveis companheiros de zaga é Rivaldo Coetzee, de 19 anos. O defensor do Ajax Cape Town joga pela seleção principal desde os 17.

Se a nova safra sul-africana é promissora, a dúvida fica por conta dos três nomes acima dos 23 anos que podem ser inscritos nos Jogos Olímpicos. Isto porque a geração que disputou a Copa de 2010 já caminha para a fase final da carreira. Pilares daquela seleção, os meias Siphiwe Tshabalala e Yeye Letsholonyane estão com 31 e 33 anos, respectivamente.

Além disso, as referências da seleção principal são jogadores que não conseguiram se destacar no futebol europeu. Nomes como Thulani Serero, do Ajax, e Tokelo Rantie, do Bournemouth, são reservas em seus clubes.

Por isso, Joe Crann acredita ser difícil apontar os possíveis nomes que completariam a equipe de Owen da Gama.

“Honestamente? Em relação aos jogadores acima de 23 anos, seu palpite é tão bom quando o meu! Não há pistas sobre quem seriam, mas estou esperando um zagueiro, um meio-campo central e um centroavante. Assim, seria possível fazer uma espinha dorsal com nomes mais experientes”, disse.

Apesar da recente derrota por 3 a 1 para o sub-23 do Brasil, em amistoso disputado em Maceió, Crann é otimista quanto ao desempenho dos Amaglug-glug.

“Depois de assistir à derrota para o Brasil no mês passado, acho que esperar o primeiro lugar do grupo seria pedir demais. Entretanto, acho que eles são capazes de conseguir a segunda posição. E quando a primeira fase terminar, quem sabe o que pode acontecer? Eu ficaria feliz com uma semifinal, mas acho que as quartas de final são um cenário mais provável”, concluiu.

A África do Sul vai estrear no grupo A do torneio olímpico contra o Brasil em 4 de agosto no Estádio Nacional de Brasília. Em seguida, os sul-africanos enfrentarão a Dinamarca, no dia 7, também no Mané Garrincha. Em seguida, será a vez de encarar os iraquianos, dia 10, em São Paulo.