Após lesão, Cleiton Xavier diz que pensou em se aposentar para não receber críticas da torcida

César Greco/Ag. Palmeiras

Após cerca de oito meses sem jogar uma partida oficial, o meia Cleiton Xavier retornou aos gramados nesta quinta-feira, na goleada do Palmeiras sobre o River Plate-URU, pela Copa Libertadores. O camisa 10 entrou no segundo tempo e foi muito festejado pela torcida, que o aplaudia a cada toque na bola. E nesta sexta-feira, o jogador concedeu entrevista coletiva e falou sobre seu retorno.

“Foi um tempo longo, estava um pouco ansioso para estrear novamente, infelizmente fiquei este tempo todo parado. Trabalhei dedicado com o DM e fisiologia para este momento. Peço desculpa à torcida por levar todo este tempo. Estou triste pela eliminação, mas feliz com a volta”, disse o camisa 10.

Cleiton Xavier revelou que muitas coisas passaram pela sua cabeça após a lesão durante a pré-temporada, inclusive chegou a pensar em deixar o clube. “Passou muito pela minha cabeça. Nunca ocorreu isso na minha carreira e não seria justo estar aqui, não poder ajudar o meu time, meus companheiros e cheguei a pensar em pedir para sair, pensar em pedir para não receber salário para não receber críticas. Foi só um contratempo”.

“Triste, era eu quem mais sofria, pensei até em largar de jogar, porque nunca aconteceu. Sempre joguei, até joguei muitos jogos, quase todas as partidas, e de repente se ver na televisão quase um ano sem atuar. Imagina você ficar um ano sem fazer suas matérias? Foi o que passou na minha cabeça'”, disse o meia.

O camisa 10 ainda projetou seu futuro. “Tem de ser consciente, ainda me falta ritmo, apesar de estar treinando bastante, mas não é a mesma coisa do jogo. Se for preciso jogar um pouco mais, vai depender do Cuca e da necessidade do momento”.

“Tenho de começar indo aos poucos, depois vai dar para jogar todos os jogos, se o Cuca quiser, vou estar à disposição”, completou.