Calleri é a principal razão da vitória do São Paulo sobre o River Plate

Estas são as cinco razões que levaram o São Paulo a vencer o River Plate pelo placar de 2 a 1 na noite desta quarta-feira (13). Se Calleri foi o maior destaque positivo, Alan Kardec e Denis estão num páreo duro para saber quem foi o pior são paulino da noite.

1-Calleri

Se o São Paulo tem a fama de gostar da Libertadores, Calleri parece ser o homem talhado para jogá-la. Dois gols, muita movimentação e ainda saiu de campo nos braços da torcida.

2-João Schmidt, bom jogo e expulsão evitável

O jovem volante deu outra dinâmica ao time e deu maior consistência ao meio de campo. O problema foi ele ter recebido dois cartões amarelos, e sua consequente expulsão. No entanto, vale manter a aposta nele.

3-Torcida já anda desconfiada de Denis

Vinha tendo uma partida razoável, quase conseguiu passar sem ser notado, só que ele falhou no gol do River de forma bisonha. Talvez seja hora de dar chances a Renan Ribeiro, pois a cada jogo a confiança em Denis está sendo minada.

4-D’Alessandro em noite de pouco futebol

O meia do River fez seu primeiro jogo em solo brasileiro após sua saída do Internacional e mostrou pouca bola e mais catimba. Fez uma falta dura, meritória de cartão amarelo e que desencadeou uma pequena briga, com a expulsão de outro jogador do River, Vangione.

5-Alan Kardec, treine paredão!

No final do jogo, 2 a 1 a favor, aparece uma excelente chance de ampliar o marcador. Kardec chuta cruzado na frente de Barovero e manda a bola fora. Já faz tempo que Kardec anda devendo futebol e é bom que o camisa 14 acorde.

A arbitragem de Andrés Cunha foi fraca, pois deixou o jogo correr um pouco frouxo demais e na confusão em que Vangione foi expulso de forma correta, D’Alessandro deveria ter ao menos recebido uma advertência com o amarelo.

Foto: Rubens Chiri/São Paulo FC