Atrasos salariais podem tirar pontos de mais seis clubes paulistas

Reprodução/Facebook Oficial da FPF

Depois que Portuguesa e Penapolense foram denunciados ao Tribunal de Justiça Desportiva de São Paulo (TJD-SP) por atrasos salariais, mais seis clubes também receberam denúncias ao TJD feitas pelo Sindicato de Atletas Profissionais do Estado de São Paulo (Sapesp) relacionadas a falta de pagamento que podem gerar perda de pontos para as equipes em seus respectivos campeonatos.

LEIA MAIS

MERCADO DA BOLA: BOTAFOGO TEM INTERESSE EM CINCO JOGADORES DO PALMEIRAS

MARLONE JÁ HAVIA SIDO JOGADOR-TESTE DE VOLEIO EM PROGRAMA DE TV; RELEMBRE

TOP 10: VEJA QUEM SÃO OS MAIORES ARTILHEIROS DA ARENA CORINTHIANS

 

Segundo o Uol Esporte, destes seis outros clubes citados, quatro são da Série A2, a segunda divisão estadual. Um deles, o Santo André, luta justamente para conseguir o acesso para a elite paulista, jogando contra o Barretos nas semifinais da Série A2 e caso perca pontos, pode inclusive ter sua chance de subir para a Série A1 afetada.

Dois outros clubes denunciados (Taubaté e União Barbarense), disputaram as quartas de final mas foram eliminados nesta fase da competição. Ainda na Série A2, uma das denúncias atingiu o Independente, da cidade de Limeira, que foi rebaixado para a Série A3.

Na Série A3, dois times foram denunciados por atrasos salariais, ambos rebaixados para a Segunda Divisão de 2017: São José e Grêmio Barueri. O Barueri fechou o campeonato na lanterna, sem pontuar e também acusado de manipulação de resultados na competição.

A punição com a perda de pontos (três, segundo o regulamento) só acontecerá caso os times citados não conseguirem pagar as dívidas salariais em um prazo a ser determinado pelo tribunal, no caso da denúncia feita pelo Sapesp ser aceita e investigada.

(Crédito da foto: Reprodução/Facebook Oficial da FPF)