Atacante perde 2 pênaltis e é impedido de cobrar o 3º; confira

Reprodução/Youtube

Há dias que a bola simplesmente não querer parar dentro do gol. Certamente, esse foi um pensamento que passou pela cabeça do atacante Lúcio Flávio, do Paraná, na noite esta quinta-feira (21). Artilheiro da equipe em 2016 com 9 gols marcados, o jogador passou em branco no duelo pela Copa do Brasil, mas não foi por falta de oportunidade.

LEIA MAIS:
VÍDEO: KLOPP CAI NA RISADA APÓS CHUTE TORTO DE LUCAS LEIVA
DANIEL ALVES VOLTA A CAUSAR POLÊMICA NA WEB APÓS GOLEADA DO BARCELONA
VÍDEO: DROGBA MARCA GOLAÇO DE LETRA NOS ESTADOS UNIDOS; CONFIRA
OPINIÃO: VASCO TINHA O DIREITO DE ENFRENTAR O FLAMENGO EM SÃO JANUÁRIO

Diante do Estanciano, do Sergipe, o Paraná venceu por 2 a 0 no jogo de volta da Copa do Brasil e garantiu vaga para a próxima fase, contudo, a história poderia ter sido bem mais tranquila se Lúcio Flávio não houvesse perdido 2 pênaltis na partida.

Aos 24 minutos do 1º tempo, o jogador desperdiçou cobrança para a boa defesa do goleiro Jefferson. No 2º tempo, aos 26 minutos, ele teve outra chance e acertou o travessão. Aos 42 minutos, mais um pênalti para o Paraná e, a pedido do treinador, o camisa 9 deixou o volante Jean cobrar, perder, mas aproveitar o rebote para dar números finais à partida.

Após o jogo, o técnico Claudinei Oliveira explicou o motivo de ter impedido Lúcio Flávio de cobrar mais um pênalti:

“Ele não tinha a necessidade de ter esse fardo. Se ele faz, beleza. Mas se perde é uma coisa que fica na sua história, todo mundo lembraria. Ele não precisava provar nada. A intenção foi preservar, ele tem nossa confiança. Até falei para ele isso depois”, disse o treinador.

Veja os melhores momentos:

Na partida de ida, as duas equipes empataram por 1 a 1.

Crédito da Imagem: Reprodução/Youtube