Aston Villa fatura título que poderia servir de exemplo para clubes brasileiros

Aston Villa venceu prêmio de Melhor Gramado da Premier League
Crédito da foto: Reprodução/Site oficial do Aston Villa

A temporada 2015/2016 ainda não terminou e o Aston Villa já sabe que irá jogar o Championship. No entanto, mesmo com a campanha de rebaixamento, o time de Birmingham não ficou ser vencer um título.

LEIA MAIS:
ASTON VILLA PUNE ATACANTE POR “FESTINHA” NO DIA DO REBAIXAMENTO
6 MOTIVOS QUE LEVARAM O ASTON VILLA AO REBAIXAMENTO

O Aston Villa venceu nesta quarta-feira (20) o prêmio de Melhor Gramado da Premier League. Paul Mytton, que aparece segurando o troféu, é o responsável da equipe que cuida do gramado do Villa Park, casa do Aston Villa. Ao seu lado estão os seus assistentes Matt Jupp, Ian Hipkiss e Karl Prescott.

“Estamos muito felizes por receber este prêmio. É uma recompensa pelo tempo, dedicação e atenção ao detalhe da equipe, pelos quais eu gostaria de lhes agradecer”, disse Paul Mytton.

A equipe de Mytton teve trabalho dobrado nesta temporada, principalmente em setembro de 2015, quando o Villa Park recebeu jogos da Copa do Mundo de Rugby intercalados com os de futebol.

“Ao longo do meu tempo aqui sempre estivemos entre os cinco primeiros e o gramado do Villa Park sempre foi muito elogiado. Esse reconhecimento já é uma conquista, mas ganhar o troféu é fantástico”, prosseguiu.

O prêmio de Melhor Gramado da Premier League é um galardão já tradicional do futebol inglês. Na temporada passada, a Premier League distinguiu as equipes responsáveis pelos terrenos de jogo do Old Trafford, casa do Manchester United, e do Emirates Stadium, do Arsenal.

Para determinar qual gramado é o melhor, o árbitro e o delegado de cada partida atribuem pontos. Os cinco terrenos com maior pontuação são julgados pelo Dr. Stephen Baker, do Instituto de Pesquisas de Terrenos Esportivos. A decisão final é tomada pelo comitê de terrenos de jogo.

A iniciativa da Premier League poderia servir de exemplo para os clubes brasileiros. Gramados em más condições são conhecidos por colocar em risco a condição física dos atletas. Em fevereiro deste ano, o volante Moisés, do Grêmio, se contundiu com gravidade em partida contra o Veranópolis após prender o pé no gramado. O resultado foi um rompimento no ligamento cruzado anterior que deixará o jogador de 21 anos afastado por seis meses. Na ocasião, Rui Costa, diretor-executivo do Grêmio, criticou o mau estado do terreno. “Temos que repensar no Gauchão a questão dos gramados”.

Crédito da foto: Reprodução/Site oficial do Aston Villa