15 clubes que mais faturam com patrocínio master no Brasil

Foto: César Greco / Agência Palmeiras

Três clubes paulistas e um carioca lideram o ranking com cotas gordas de patrocínio master (principal espaço da camisa para publicidade) no Brasil. Vale ressaltar que recentemente, a Caixa Econômica Federal anunciou a renovação de patrocínio por R$ 30 milhões com o Corinthians e o clube tem o maior valor do país.

LEIA MAIS:
CAIXA RENOVA COM VASCO E CLUBE PODERÁ RECEBER R$ 9 MILHÕES; ENTENDA
SAIBA O QUANTO A CAIXA PAGARÁ DE PATROCÍNIO AOS CLUBES BRASILEIROS EM 2016

CORINTHIANS RETOMA PARCERIA COM A CAIXA E PODE TER O MAIOR PATROCÍNIO DO PAÍS

Neste ano, a única mudança no contrato é que desta vez a Caixa Econômica Federal não terá espaço nas costas da camisa do Timão.

Confira quais são as equipes que mais faturam com patrocínio master divulgado pelo portal LANCE!:

1. Corinthians: R$ 30 milhões;
2. Flamengo: R$ 25 milhões;
* 3. Palmeiras: R$ 23 milhões;
4. São Paulo: R$ 15 milhões;
5. Grêmio e Internacional: R$ 12,9 milhões;
6. Atlético Mineiro e Cruzeiro: R$ 12,5 milhões;
** 7. Vasco: R$ 7,5 milhões;
8. Atlético-PR, Coritiba, Sport e Vitória: R$ 6 milhões;
9. Chapecoense e Figueirense: R$ 4 milhões;

Observações:

* Crefisa e a FAM pagam juntas cerca de R$ 58 milhões por todos os espaços na camisa, ou seja, isto inclui: cintura, mangas, ombros e costas. O valor ainda aumenta para R$ 66 milhões com os espaços de calção e meias. No antigo formato, o Verdão recebia cerca de R$ 23 milhões apenas pelo espaço principal da camisa.

** Caso o Vasco cumpra as metas estipuladas no contrato com a Caixa, o Cruzmaltino poderá receber um total de R$ 9 milhões/ano.

Vale dizer também que: Botafogo, Fluminense e Santos estão atualmente sem patrocínio master e que os valores da MVR com Bahia não foram divulgados.



Caique Cobra é um jovem recém-formado em jornalismo pela FIAM FAAM que almeja atuar em uma grande empresa voltada ao mundo esportivo. Ele não esconde sua paixão em produzir conteúdo, principalmente, em seu blog pessoal. Seus textos são embasados por dentro de: análises, críticas e opiniões com um olhar meramente desmistificado.