Série D: CBF pode ampliar novamente número de participantes

Brasileirão Série D
Crédito da foto: Fernando Torres/CBF

A Série D do Campeonato Brasileiro de 2016 pode ter nova mudança nos próximos dias. Depois de ter o número de clubes participantes aumentado para 48 clubes  na última terça-feira (15), a Confederação Brasileira de Futebol estuda novamente ampliar a competição para 58 ou 64 clubes.

LEIA MAIS

MERCADO DA BOLA: EX-PALMEIRAS, MARCOS ASSUNÇÃO ACERTA COM O SAMPAIO CORRÊA

A ampliação teria sido gerada pela reclamação de federações que não ganharam mais vagas com o primeiro aumento de participantes (restrito aos estados de São Paulo, Minas Gerais, Ceará, Pará, Rio de Janeiro, Alagoas e Rio Grande do Norte), segundo o Globoesporte.com. Estas entidades pleiteiam no mínimo duas vagas para cada estado, que faria com que a Série D fosse disputada por 64 clubes nesta temporada.

O presidente de Federação Paraibana de Futebol (FPF), Amadeu Rodrigues, disse nesta sexta-feira (18) que seu estado ganhará uma vaga adicional, confirmada através de um telefonema do diretor de competições da CBF, Manoel Flores. Além da vaga, outras reivindicações dos clubes podem ser levadas à entidade.

“Não chegou nada oficialmente ainda, mas o diretor de competições (Manoel Flores) confirmou a vaga. Agora, vamos nos articular com outros presidentes de federações para tentar regionalizar a Série D e, assim, diminuir os custos para os clubes participantes”, afirmou Rodrigues.

Já o presidente da Federação Goiana de Futebol (FGF) André Pitta, que também é dirigente da CBF (diretor de Desenvolvimento e Projetos) garantiu que a competição terá mais participantes, mas disse que serão 58 clubes e não 64.

“Vamos sim ter alguma coisa para mexer nessa proposta. Eu acredito que suba para 58 (clubes). Nós estamos conversando, mas a ideia está caminhando”, declarou.

A CBF ainda não fez nenhuma confirmação quanto a um novo aumento de times na Série D deste ano, que será disputada por 48 equipes, divididas em 12 grupos de quatro clubes.

 

(Crédito da Foto: Fernando Torres / CBF)