Roberto Rivellino: O ídolo injustiçado da Fiel

Foto: Rodrigo Coca/Agência Corinthians

Muitos assim como eu sabe que grandes jogadores fizeram história no Corinthians e são ídolos da torcida, porém não viram esses atletas em campo. Um desses jogadores se chama Roberto Rivellino que estreou pelo Corinthians em 1965 e conquistou um único título. Mesmo com o carinho da torcida no ano de 1974 ele seria considerado culpado por ter perdido o Paulista para o Palmeiras.

LEIA MAIS:
Corinthians x Linense: Saiba como assistir o jogo AO VIVO na TV

Rivellino é de origem italiana e a paixão pela redonda era evidente desde a época em que jogava futsal e as peladas em São Paulo. Seu apelido era Maloca. Quem viu o meia–esquerda atuar sabia de sua capacidade em dominar e driblar em espaços reduzidos. O chute de canhota era outra marca registrada do atleta. Essas habilidades foram todas “adquiridas” dos tempos de futsal.

Palmeiras. Este time estava marcado no destino de Roberto Rivellino. Muitos anos antes o primeiro teste que o jogador fez foi no alviverde. A sorte do Corinthians foi que nesse teste ele acabou não passando.

Quando fez sua estreia pelo Corinthians o meia tinha apenas 19 anos. Seu talento logo o levaria para a Seleção Brasileira. No mesmo ano em que estreou pelo Corinthians foi também o ano de sua primeira convocação. Fez parte da seleção que na Copa de 70 conquistou o tricampeonato. Ainda na Copa de 70 os mexicanos encantados com o chute de Riva lhe deu o apelido “Patada Atômica”. Terminou como o terceiro goleador do time: três gols em cinco jogos.

O único título conquistado atuando pelo Corinthians foi o Torneio Rio-São Paulo em 1966. Esse torneio teve uma peculiaridade que não seria bem-aceita nos dias de hoje. Quatro times foram declarados campeões: Botafogo, Vasco, Santos e Corinthians.

Quando Riva atuava pelo Timão o clube enfrentava um longo jejum de títulos. Em 1974 o jejum que durava 20 anos poderia ser quebrado diante do Palmeiras pelo Campeonato Paulista. Após essa derrota Rivellino foi negociado com o Fluminense. Na estreia pelo time carioca o Fluminense goleou o Corinthians por 4×1, com três gols de Rivellino. Fez parte da chamada “Máquina Tricolor” que foi bicampeã estadual.

Pelo Corinthians Roberto Rivellino disputou 474 jogos, marcando 144 gols. Pelo Fluminense jogou 158 partidas e balançou as redes 53 vezes. Encerrou a carreira em 1981, aos 35 anos após ter atuado pelo Helal na Arábia Saudita.

No primeiro jogo disputado na Arena Corinthians Rivellino foi o autor do primeiro gol num jogo que contou com a presença de ex-atletas do clube.



Estudante do 6º semestre de Jornalismo na Universidade de Taubaté (UNITAU) e apaixonada pelo Corinthians. Mas também gosto de dar meus palpites sobre outras equipes.